PUBLICIDADE
Ceará
Noticia

Vacinação contra Sarampo em crianças de 6 meses a 1 ano começa nesta quinta no Ceará

As vacinas podem ser tomadas em todos os postos de saúde no Estado

16:00 | 22/08/2019
O Ministério da Saúde ampliou o esquema vacinal para crianças com idade de 6 meses a menores de um ano.
O Ministério da Saúde ampliou o esquema vacinal para crianças com idade de 6 meses a menores de um ano.(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A campanha contra o sarampo em crianças de 6 meses a 1 ano começou nesta quinta-feira, 22, no Ceará. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) ressalta que a vacinação é a única maneira de prevenir a doença.

De acordo com o órgão, desde 2015 até agosto deste ano o estado do Ceará não apresentou nenhuma confirmação de casos da doença e, em 2016, foi declarado livre do Sarampo.

A Sesa divulgou, através do Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Imunizações, da Coordenadoria de Vigilância em Saúde, uma nota técnica com orientações aos profissionais de saúde para identificar e combater antecipadamente possíveis casos de sarampo no Estado.

Em Fortaleza, Aline Gouveia, coordenadora das Regionais da Saúde, explica que desde que a campanha começou a nível nacional sentiu que os cearenses procuraram os postos de saúde da Capital para evitar a proliferação do sarampo. "Equipes estão atendendo em todos os postos de saúde de Fortaleza, e no momento aguardamos o recebimento de mais doses oriundas do Ministério da Saúde para ampliar a distribuição", explica.

O Ministério da Saúde informou que atualmente 53 cidades de quatro estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná) passam por um surto ativo de sarampo, com crescimento do número de casos da doença confirmados.

Sarampo

É uma doença altamente transmissível e pode acometer crianças e adultos. A transmissão do sarampo ocorre de uma pessoa para outra, por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Os sintomas são febre, conjuntivite, coriza, tosse e manchas vermelhas.

Com informações da repórter Rose Serafim / Rádio O POVO CBN