PUBLICIDADE
Ceará
NOTÍCIA

Servidores aderem a atos em pelo menos 19 municípios no Ceará contra Reforma da Previdência

Classe trabalhadora se junta aos estudantes, que vão às ruas pela terceira vez em pouco mais de um mês contra medidas de Jair Bolsonaro

17:58 | 10/06/2019
Protesto do último dia 15 de maio reuniu mais de 50 mil pessoas, de acordo com a organização do ato
Protesto do último dia 15 de maio reuniu mais de 50 mil pessoas, de acordo com a organização do ato(Foto: FABIO LIMA/O POVO)

Dos 184 municípios do Ceará, servidores públicos de 19 deles já sinalizaram que devem parar as atividades contra a proposta da Reforma da Previdência, apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). O ato conjunto está previsto para ocorrer na próxima sexta-feira, 14, no interior e na Região Metropolitana de Fortaleza. Com concentração às 10 horas e 30 minutos, na Praça da Bandeira, também é esperado protesto no centro da Capital cearense.

A classe trabalhadora junta-se aos estudantes, que vão às ruas pela terceira vez em pouco mais de um mês. Com pauta própria, alunos e professores protestam também contra o anúncio de cortes na educação.

O Ministério da Educação (MEC) bloqueou R$ 108 milhões em recursos para a manutenção das quatro instituições de ensino federal existentes no Estado. Apenas na Universidade Federal do Ceará (UFC), o contingenciamento da verba, anunciado pelo ministro Abraham Weintraub, é de R$ 46,5 milhões. Os dados fazem parte de levantamento do O POVO

Neste cenário, a pauta contra a Reforma da Previdência é reiterada com ação dos organizada pela Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal do Estado do Ceará (Fetamce), os sindicatos municipais filiados e demais entidades sindicais e movimentos sociais.

Os sindicalistas também criticam a milionária campanha publicitária do presidente em defesa da proposta de Reforma espalhada nas redes de TV e rádio. “A justiça brasileira fechou os olhos para a ‘manipulação’ da opinião nacional feita por Bolsonaro com dinheiro público. É ilegal. Contraria a Constituição Federal, no parágrafo 1º do artigo 37, que prevê publicidade apenas de caráter educativo, informativo ou de orientação social”, denuncia Enedina Soares, presidente da Fetamce.

Confira os municípios, os respectivos locais de concentração e o horários previstos para iniciar os protestos em cada local:

Município / local de concentração / horário

Aquiraz / Rodoviária / 7h 30min

Barreira / Praça dos Taxistas / 8h 30min

Beberibe / Câmara dos Vereadores / 8h

Caucaia / Praça da Matriz / 8h

Fortaleza / Praça da Bandeira / 10h 30min

Icó / Sede do Sindicato dos Servidores Municipais  / 8h30

Iguatu / Praça da Caixa Econômica Federal / 8h

Iracema / Praça Casimiro Costa Moraes (Mangueira) / 7h

Itapipoca / Praça do Cafita / 8h

Jaguaribara / Escola Estadual Liceu / 7h

Limoeiro do Norte / INSS (Ao lado da Honda) / 8h

Maracanaú / Praça da Estação de Maracanaú / 8h

Milhã / Sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais / 8h30

Nova Russas / Praça da Macavi / 8h

Pacujá / Sede do Sindicato dos Servidores Municipais / 8h

Quixadá / Praça da Catedral / 8h

Regional Cariri – Juazeiro do Norte / CREDE (Rua São Pedro com Rua Rui Barbosa) / 8h

Russas / Secretaria da Saúde / 7h30

Sobral / Praça de Cuba / 8h

Redação O POVO Online