PUBLICIDADE
Ceará
Barragem com risco

"Quem não saiu de casa ainda, por favor, saia", pede prefeito de Ubajara após barragem apresentar risco

Renê Vasconcelos tranquilizou moradores sobre os riscos da barragem, mas reforçou a necessidade de evacuação

10:27 | 17/03/2019
Remoção é realizada enquanto há redução controlada do nível açude, que se encontra bastante elevado (Foto: Divulgação/SSPDS)
Remoção é realizada enquanto há redução controlada do nível açude, que se encontra bastante elevado (Foto: Divulgação/SSPDS)

Frisando que a situação está tranquila, mas ainda há riscos, o prefeito de Ubajara, Renê Vasconcelos, reforçou pedido para que os moradores da área do leito do rio Jaburu deixem as suas casas. O trabalho de remoção das famílias começou ainda na noite desse sábado, 16, e segue neste domingo, 17, após a barragem do açude Granjeiro apresentar riscos. Mais de 250 famílias já foram retiradas da área, conforme o Corpo de Bombeiros do Estado. O açude é particular e está localizado entre Ubajara e Ibiapina, a cerca de 320 quilômetros de Fortaleza.

"Graças a Deus, a parede (do açude) continua intacta, o pior já passou, mas ainda assim a gente tem que obedecer o aviso da Defesa Civil. Vamos manter a remoção. Hoje ainda estamos com as equipes trabalhando. Quem não saiu de casa ainda, por favor, saia. Não está 100% fora de perigo. O pior já passou, mas a gente tem que se preparar 100% pra que não tenha risco nenhum", disse Vasconcelos em vídeo compartilhado no próprio Facebook.

A Prefeitura iniciou operação de abertura de sangradouro do açude nas primeiras horas deste domingo, 17.  “Hoje vamos focar na construção pra que a gente consiga baixar a cota do açude pelo menos pela metade", disse o prefeito.

Remoção é realizada enquanto há redução controlada do nível açude, que se encontra bastante elevado
Remoção é realizada enquanto há redução controlada do nível açude, que se encontra bastante elevado (Foto: Divulgação/SSPDS)

Foi montado um gabinete emergencial para acompanhar e coordenar a operação de evacuação das áreas que poderiam ser afetadas pelo rompimento. Os moradores estão sendo levados para casas de familiares ou para o Santuário da Mãe Rainha, onde, conforme o prefeito, foi montado alojamento.

Veja o vídeo do prefeito:

Redação O POVO Online