PUBLICIDADE
Cariri
NOTÍCIA

Mais de 160 kg de maconha são apreendidos no Cariri

Com a maior parte encontrada no Crato, esta é a maior quantidade da droga já apreendida no ano de 2021 na região até o fim de maio

23:04 | 31/05/2021
A maior quantidade de drogas apreendidas este ano, até o fim de maio, no Cariri, foi de 163 quilos de maconha (Foto: Foto: SSPDS)
A maior quantidade de drogas apreendidas este ano, até o fim de maio, no Cariri, foi de 163 quilos de maconha (Foto: Foto: SSPDS)

A maior quantidade de maconha apreendida em 2021 no Cariri foi encontrada em duas residências, no Crato, a 502,3 km da Capital, e em Juazeiro do Norte, a 489 km de Fortaleza, na manhã desta segunda-feira, 31. No total, foram apreendidos 163 kg de maconha e dois quilos de cocaína. Um homem identificado como Pedro Lucas Oliveira Silva, 20, foi preso em flagrante. Ele não possuía antecedentes criminais.

De acordo com a polícia, Pedro Lucas seria o responsável por armazenar e distribuir a droga na região. Ele foi encaminhado à Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde foi autuado, em flagrante, por tráfico de drogas. As investigações relacionadas ao esquema criminoso na região continuam.

LEIA MAIS | Trio suspeito de integrar facção é preso com quase 500 comprimidos de ecstasy em Juazeiro do Norte

A função do suspeito preso foi herdada, segundo a Polícia, após a prisão de um outro criminoso, ocorrida no último mês de março. De acordo com as investigações, Pedro Lucas assumiu a função antes exercida por Carlos Gledson Lima dos Santos, 28, o “Carlim” ou “Magão”, que já responde por homicídio, tráfico de drogas, ameaça, além de crimes ambiental e de trânsito.

Carlim foi preso no dia 7 de maio deste ano. Na ocasião, a Polícia Civil encontrou dois locais mantidos como laboratório e armazém de drogas do suspeito. A ação resultou nas apreensões de cerca de 70 kg de entorpecentes – crack, cocaína, maconha e skunk, além de munições e dinheiro. A ofensiva, realizada nas cidades de Barbalha e Caririaçu, prendeu também a companheira dele.

Os policiais civis passaram a investigar Pedro Lucas e identificaram casas mantidas por ele como depósito. Foi representado pelo mandado de busca e apreensão em dois endereços ligados ao suspeito. No primeiro local, no bairro Franciscanos, em Juazeiro do Norte, o suspeito foi encontrado. Lá foi apreendida uma pequena quantidade de maconha. Já no segundo endereço, no bairro São José, no Crato, o restante do material foi encontrado. Também foram encontradas balanças de precisão.