Participamos do

Casal consegue viajar com coelho após briga ao ser impedido de levar animal

Companhia aérea holandesa KLM tentou impedir embarque do coelho mesmo com o casal tendo autorização judicial para viajar com o animal. Briga generalizada foi gravada em vídeo
11:32 | Nov. 20, 2021
Autor Marília Serpa
Foto do autor
Marília Serpa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Após ter sido impedido de embarcar com um coelho no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP), um casal de Minas Gerais conseguiu viajar com o animal em segurança. O caso aconteceu nessa quinta-feira, 18, onde vídeos da briga foram feitos e passaram a circular na internet. 

O casal tinha autorização judicial para embarcar o animal, mas foi impedido por funcionários da companhia aérea holandesa KLM. Em um dos vídeos que circula nas redes sociais desde o dia do incidente, é possível ver o momento que o tutor do animal (de camisa xadrez) grita com uma funcionária da KLM, que também discute com o passageiro. Logo após, inicia uma briga generalizada, que termina com socos e empurrões. 

Apesar de toda a confusão, no entanto, foi possível embarcar o coelho, chamado Alfredo, em outro voo junto com o casal sob escolta policial após uma segunda autorização da Justiça, de acordo com o portal do G1 São Paulo. A KLM afirmou por meio de nota que houve um "equívoco interno" ao avisar a equipe de embarque sobre a documentação.

"Devido a um equívoco interno da companhia, o transporte excepcional do animal na cabine da aeronave, com base em uma decisão judicial, não foi comunicado à tripulação do voo com antecedência", afirma a companhia aérea holandesa em nota.

A nota continua: “Ao contrário de cães e gatos, animais roedores não podem ser transportados na cabine da aeronave por razões de segurança, motivo pelo qual os passageiros não puderam embarcar no voo da KLM desta quinta-feira (18/11) em São Paulo com seu coelho”, completa.

Apesar da justificativa, coelhos não são roedores, mas lagomorfos, uma vez que eles têm quatro dentes incisivos. Roedores, como ratos e chinchilas, contam com dois. "A companhia condena qualquer tipo de comportamento violento de passageiros e colaboradores, e uma investigação está em andamento para entender os fatos", completa a KLM em nota.

Após confusão, coelho chamado Alfredo consegue embarcar com donos no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP)
Após confusão, coelho chamado Alfredo consegue embarcar com donos no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (SP) (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags