Participamos do

Em SC, mãe pega comida para os filhos e deixa bilhete: "prometo devolver"

Com base na confiança, o estabelecimento aceita que as pessoas recolham os alimentos e paguem com qualquer valor que quiserem ou puderem
06:11 | Out. 15, 2021
Autor Lara Vieira
Foto do autor
Lara Vieira Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Uma mulher, moradora do município de Vale do Itajaí, em Santa Catarina, protagonizou ato exemplar de honestidade. Sem pagar, ela recolheu alimentos de um local com preços simbólicos e deixou um bilhete declarando voltar depois ao local para devolver os produtos. O estabelecimento é um espaço que funciona na base da confiança: as comidas ficam dispostas a vontade e quem pegar algo pode colocar dentro de uma caixinha o valor que quer ou pode.

Segundo o jornal Correio Braziliense, a mulher teria explicado no bilhete que pegou a comida para alimentar os filhos: “Olá, eu vim através desse bilhete informar que peguei algumas coisas para o café com meus filhos, mas não vou roubar. Quando eu tiver, prometo devolver. Obrigada. ACP”, escreveu.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O estabelecimento é um trailer nomeado “Sr. Honestidade" e, há cerca de dois anos, não tem atendentes. O local tem como finalidade cobrir os custos de uma casa de apoio para pessoas em situação de rua na região. De acordo com o presidente da Associação Beneficente Filantrópica Vida Nova, Renato Lagatta, o ato é admirável: “Nós estamos caminhando para ser um povo mais unido e honesto. Isso [a carta] é a prova de honestidade”, afirmou ao Correio.

Ainda, segundo o Correio Braziliense, o mesmo local já apresenta histórico de atos honestos. Em ocasião anterior, uma pessoa teria deixado um valor de R$120 para o pagamento de um pão. Também deixando uma carta, a pessoa explicou que o que sobrasse do valor, após o pagamento, poderia ser utilizado para alimentar quem precisa.

Tenha acesso a todos os colunistas. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags