Participamos do

Nova edição do "Atlas da Notícia" é lançada pelo Projor, com o apoio da Abraji

Projeto já está em sua quinta edição e é um censo que mapeia ações do jornalismo local no Brasil
09:23 | Out. 06, 2021
Autor Euziane Bastos
Foto do autor
Euziane Bastos Repórter Estagiária de Cidades
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Projor, Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo, anunciou nesta quarta-feira, 6, o início da campanha de divulgação da quinta edição do Atlas da Notícia, um censo sobre o jornalismo local no Brasil. Uma das novidades da edição é o novo site para a divulgação dos resultados, previsto para o início de 2022, e a realização de uma pesquisa aprofundada sobre a realidade das organizações de mídia local no País.

LEIA MAIS| Projeto quer adicionar o tema "vacinação" na grade curricular das escolas do Estado


O projeto, que conta com apoio e o patrocínio do Facebook Journalism Project e apoio da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom), prevê atualizar o mapa dos veículos jornalísticos nos 5.570 municípios brasileiros e obter informações sobre fechamento de empresas de comunicação e novas iniciativas surgidas desde a última edição publicada no início de 2020.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine


Os dados coletados e atualizados pelo censo são uma base para que pesquisadores de todo o Brasil possam orientar novas investigações sobre o jornalismo no País.

O presidente do Projor, Francisco Rolfsen Belda, destaca a importância do Atlas como referência para ações de pesquisa e desenvolvimento que busquem fortalecer o jornalismo local, servindo também ao próprio desenvolvimento democrático.


"Sabemos que não há democracia plena sem que a população tenha acesso à informação de qualidade e ao debate sobre as políticas que lhe dizem respeito, e essa relação é ainda mais crítica no âmbito dos pequenos e médios municípios, uma vez que repórteres e editores locais exercem um trabalho imprescindível no questionamento das ações de prefeituras e câmaras municipais, por exemplo", diz.


A líder de parcerias com veículos de notícias do Facebook, Maíra Carvalho, fala que a edição anterior do Atlas mostrou que mais de mil novos veículos digitais surgiram, informações essas que ajudam a desenvolver projetos e iniciativas que possam promover a transformação digital, a criação de modelos de negócios sustentáveis e o fortalecimento das coberturas jornalísticas ao redor do país.


O Atlas é inspirado no projeto America's Growing News Deserts, da Columbia Journalism Review.


Quarta edição do Atlas

 

Publicada em janeiro de 2020, a quarta edição do Atlas da Notícia registrou:


- Surgimento de 1.170 novos veículos digitais no País. Os veículos digitais são agora a segunda maior categoria no Brasil, atrás apenas de rádios.
- Os desertos de notícia encolheram 5,9% na pandemia. Mesmo assim 3.280 municípios não contam com um veículo de comunicação que faça cobertura local
- População em desertos de notícia tem queda de 9,6%, para 33,7 milhões de habitantes.
- Censo apurou o fechamento de 200 veículos de mídia impressa.

 

A organização


Além das lideranças regionais, o censo conta também com o apoio de professores e estudantes de escolas de Jornalismo das cinco regiões do País e de voluntários que colaboram com a coleta dos dados. Para se tornar um voluntário, basta preencher o formulário.

Na última edição, o Atlas da Notícia contou com a colaboração de 219 voluntários de 74 organizações.

A organização, análise e publicação dos dados coletados pelo censo será realizada pelo Volt Data Lab, liderado pelo jornalista Sérgio Spagnuolo.

Já a coordenação da pesquisa nas cinco regiões brasileiras estará a cargo do jornalista Sérgio Lüdtke, que trabalhará com os pesquisadores regionais.

Tenha acesso a reportagens especiais. Assine O POVO+ clicando aqui

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags