Participamos do

Casal negro recebe ataques ofensivos após o filho ter nascido branco e desabafa: "Desumano"

Os ataques teriam começado logo após o casal ter publicado uma imagem no Instagram mostrando a primeira foto do bebê, minutos depois do parto
15:20 | Ago. 30, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O nascimento do primeiro filho é, sem dúvida, uma experiência marcante. No caso do pregador evangélico Marcos Davis e de sua esposa Débora Davis, contudo, esse momento,  que ocorreu há cerca de duas semanas em um hospital de Goiânia, foi marcado por ofensas de terceiros. Isso porque o casal recebeu mensagens racistas nas redes sociais após o filho deles ter nascido branco, e não negro como eles.

Os ataques teriam começado logo após o casal ter publicado uma imagem no Instagram mostrando a primeira foto do bebê, o pequeno Noah Davis. Dias depois desse momento, na última segunda-feira, 23, Marcos usou a plataforma para denunciar que estava recebendo mensagens racistas devido à cor mais clara da pele do filho. Desabafo foi feito em um texto assinado pelo pregador e por sua esposa. 

"Não imaginávamos passar por isso, mas infelizmente estamos nos pronunciando com o coração partido para expor uma situação muito desagradável que está acontecendo conosco. Desde quinta-feira 19/08 quando nosso filho nasceu e fizemos uma postagem em nosso feed para compartilhar a chegada dele estamos recebendo alguns comentários ofensivos no post e mensagens sarcásticas no privado", desabafou o casal.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

LEIA MAIS | Sérgio Camargo é acusado de assédio moral, discriminação e perseguição ideológica

Homem que anunciava vagas de babá para cometer estupro tinha cerca de 133 mulheres enumeradas; 10 vítimas já foram localizadas

Ainda de acordo com a publicação, os autores dos comentários "estranhavam" o fato de duas pessoas negras serem pais de uma criança branca. Entre as frases recebidas pelo casal, segundo texto relata, estão: “Não tem cabimento pais negros gerarem filho branco”, “Estranho a cor do garoto em relação aos pais”, “Tenho minhas dúvidas se o menino é filho deles” e  “O menino foi trocado na maternidade”.

Marcos, que está casado há sete anos com a sua esposa, chegou a rebater os comentários explicando no texto que casos assim, de filhos nascerem com a pele de cor diferente dos pais, não são impossíveis. Além disso, o pregador explicou que a pele do bebê pode escurecer conforme ele for crescendo.

"Enfim, não queríamos nos expor e expor nosso filho dessa forma. Mas isso é inadmissível, é desrespeitoso, é desumano. Se você não tem empatia, tenha pelo menos respeito pela vida e família dos outros. Não use suas mãos, os seus dedos e sua boca para ferir, para atacar os outros através de comentários ridículos como esses", dizia em publicação.

Mesmo assim, o casal afirmou em texto que não tomou medida judicial contra as pessoas que realizaram as ofensas, mas garantiu que irá fazer isso caso comentários continuem acontecendo. "Se outras mensagens aparecerem, iremos tomar as providências necessárias para que essas pessoas sejam achadas e recebam a punição cabível conforme as leis. Que esse tipo de situação não aconteça com outras famílias", desabafou.


Veja publicação:

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags