Participamos do

Prefeitura do Rio divulga organização das festas de Réveillon

"Cidade começa a se preparar para o Réveillon" está como título da capa do documento oficial. O anúncio consta em publicação no Diário Oficial (DO) do município, nesta sexta-feira, 6.
09:13 | Ago. 06, 2021
Autor Levi Aguiar
Foto do autor
Levi Aguiar Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A gestão municipal do Rio de Janeiro divulgou informações sobre a organização das festa de Réveillon na Cidade. O anúncio consta em publicação no Diário Oficial (DO) do Município, nesta sexta-feira, 6. O evento terá três palcos no bairro de Copacabana e shows em mais dez locais. "Cidade começa a se preparar para o Réveillon" está como título da capa do documento oficial.

O DO traz o chamamento às empresas interessadas em apresentar propostas para os eventos em Copacabana e nas demais regiões. Essa convocação é nomeada de cadernos de encargos para a festa. Os documentos servem de guia para empresas interessadas em patrocinar a virada para 2022, em troca de expor sua marca.

LEIA MAIS | Doping de Tandara prejudica a seleção brasileira de vôlei? Entenda o caso

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Inscrição para processo seletivo do Sisu 2021 termina nesta sexta

No entanto, o prefeito Eduardo Paes (PSD) comenta que a realização das festas ainda vai depender do cenário epidemiológico no mês de dezembro. "Quando a gente anuncia uma programação de reabertura, a gente não quer dizer que uma situação está sob controle".

A cidade do Rio de Janeiro registra avanço nos casos de contaminação pela variante Delta do coronavírus, o que levanta dúvidas sobre medidas de flexibilização de restrições em vigor atualmente. "O Réveillon é daqui a cinco meses. Se fosse amanhã, seria incoerência, mas tudo aponta para uma enorme possibilidade de termos, e não dá pra preparar um evento desses em um mês".

O gestor municipal também aproveitou o momento para dizer que há uma alta expectativa em imunizar, com a primeira dose, o maior número de cariocas em um período de dez dias, pelo menos os maiores de 18 anos. "Em dez dias, vacinamos toda a população adulta com a primeira dose, o que já é uma vitória".

O prefeito admitiu que o anúncio de flexibilização feito na semana passada, que prevê até mesmo a liberação do uso de máscaras dentro de poucos meses, pode não ter sido feito da melhor forma. Para Paes, a intenção não era fazer um "oba-oba", mas sim sinalizar para uma melhora no futuro.

"Eu quero olhar pra frente, a gente precisa se programar. Mas isso não quer dizer que tenhamos tudo resolvido (neste momento)", pontuou. "Se for preciso, a gente faz mais restrição. Se necessário for, não terei o menor temor em voltar atrás".

A cidade do Rio de Janeiro possui 405.969 casos totais de Covid-19 e 30. 630 casos de óbitos acumulados em 2020 e 2021. 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags