Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Homem morre por choque durante sessão de fotos um dia antes do casamento

O acidente ocorreu quando o noivo tentou retirar um anzol que ficou preso em um fio elétrico. Quando os bombeiros chegaram no local, o médico já estava sem vida
09:48 | Jul. 31, 2021
Autor - Lara Vieira
Foto do autor
- Lara Vieira Autor
Tipo Notícia

O médico Denis Ricardo Faria Gurgel, de 31 anos, morreu nesta quinta-feira, 29, após sofrer uma descarga elétrica na área rural do município de Cariri do Tocantins. De acordo com o Corpo de Bombeiros, no momento do acidente, Denis e sua noiva estavam realizando o ensaio fotográfico de noivado as margens de uma represa. Eles iriam se casar nesta sexta-feira, 30.

De acordo com informações do portal G1, quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, Denis estava caído ao chão, já sem vida. Em depoimento, a noiva relatou que, em determinado momento, eles estavam com varas de pesca e, ao arremessar, um dos anzóis ficou preso em um fio de energia. Por conta disso, o médico teria se prontificado para retirar o anzol e colocado as duas mãos no fio, levando o choque.

A última foto tirada por Teixeira, fotógrafo que realizava o ensaio, mostra Denis e a noiva sorrindo e pescando na represa. A gente tinha levado as varas de pescar porque ele era fã, ele amava pescar", relatou. Ao portal G1, o fotógrafo detalhou que, ao chegar à chácara, o casal se sentou em um píer e, com as varas, começaram a simular uma pescaria.

"Eles sentaram, colocaram os pés dentro da água. Eu peguei a canoa para não pisar na água, fiquei a uma distância de três a quatro metros deles. Começamos a tirar as fotos. Tiramos umas dez fotos e falei para eles: 'Denis, para mim já deu, está bom, vamos nos deslocar para o lado e finalizar com uma foto'. Ele falou assim: 'Teixeira, eu quero fazer a foto lançando a linha com a isca. Ele falou e já foi lançando. Como ele estava na contraluz, ele não viu o fio que levava energia para a cabana", contou.

Ele conta que a linha ficou presa no fio elétrico e que o médico ainda tentou cortá-la com os dentes, mas não conseguiu. Teixeira teria se oferecido para ajudar, mas que o próprio médico disse que seria perigoso. "Eu cheguei com a canoa perto, ele entrou descalço e começou a tirar a linha com a mão, mas sem triscar no fio. Já estava terminando, ele se desequilibrou e no reflexo, no impulso, para não cair, ele se apoiou no fio com a mão direita e já começou a receber a descarga elétrica", continua. 

"Ele estava em pé segurando o fio, recebendo a descarga, dentro do barco. Eu estava dentro do barco também, mas estava calçado, se eu não estivesse com sapatos, eu estaria morto. Eu dei com o remo uma, duas, três, quatro vezes, o fio não quebrava. Eu não conseguir rachar o fio. No desespero fui tentar empurrar ele, quando eu trisquei, eu recebi a descarga, que me jogou para fora do barco. Eu caí na água com câmera fotográfica, molhou tudo", completa o fotógrafo, emocionado. Segundo os bombeiros, o fio de energia no qual Denis se acidentou estava sem camada de proteção em alguns pontos.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags