PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Gil do Vigor é alvo de homofobia em comentário feito por conselheiro do Sport-PE; ouça áudio

A repercussão negativa do comentário foi instantânea. Torcedores do Leão da Ilha pediram a expulsão de Koury do Conselho Deliberativo

Neto Ribeiro
22:38 | 14/05/2021
Gil foi o quarto colocado do BBB 21.  (Foto: Divulgação)
Gil foi o quarto colocado do BBB 21. (Foto: Divulgação)

O ex-participante da edição deste ano do Big Brother Brasil (BBB 21), Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, foi alvo de homofobia por parte de um membro do Conselho Deliberativo do Sport-PE, clube pelo qual o economista torce. Após visitar o estádio Ilha do Retiro pela primeira vez, em ação realizada pelo clube pernambucano, Gil fez a coreografia "tchaki tchaki", dança que ficou nacionalmente conhecida depois de sua participação no reality, e o conselheiro achou que a atitude "pegou mal demais" para o time.

“1,2 milhões de visualizações. Arretado. 1,2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem viado, só tem bicha. Vai vender é camisa. A viadagem todinha vai comprar. Vai ser lindo”, são trechos da fala do advogado Flávio Koury, em áudio divulgado nas redes sociais. 

A repercussão negativa do comentário foi instantânea. Torcedores do Leão da Ilha pediram a expulsão de Koury do Conselho Deliberativo e uma nota oficial do clube, que foi publicada horas depois. "O Sport Club do Recife é de todos. Gil do Vigor é e será sempre um legítimo representante das cores do Sport. Um clube plural, do povo. A maior torcida do Norte/Nordeste. Não segregamos quem ama o Sport. O amor que une nossa torcida ao clube é incondicional", diz parte da nota. 


Em entrevista ao Jornal do Commercio, Flávio Koury alegou que o áudio "foi tirado de contexto" pelo deputado Romero Albuquerque (PP-PE). "Aí eu mandei um áudio para ele (Romero) dizendo 'não deturpe minhas palavras. Não foi isso que eu disse. Ao contrário'. Inclusive, eu disse que não tenho nada contra homossexual. Eu sou é contra esse tipo de coisa e aí eu usei a expressão "put****". Por que? Porque isso é interno. O que ele fez? Mandou para a imprensa somente a parte que eu estou falando de viado. Ele montou, ele fez uma montagem", assegurou o advogado.

"Machuca muito"

Chateado com o comentário do conselheiro do seu clube de coração, Gil se pronunciou por meio de suas redes sociais. "Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e, posso garantir, ainda machuca muito", escreveu o economista.

"Mas sigo firme e providências serão tomadas. Tirando o dia off para não perder minha alegria por tudo que venho vivendo... É muita dor!", completou.

 

TAGS