PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Covid-19: Mutações do vírus podem estar escapando aos anticorpos, aponta estudo

A pesquisa foi realizada pela Fundação Oswaldo Cruz. No total 31 pesquisadores assinam o artigo.

10:15 | 23/03/2021
O coronavírus tem atualmente três "variantes de preocupação" (Foto: Reprodução)
O coronavírus tem atualmente três "variantes de preocupação" (Foto: Reprodução)

Uma pesquisa produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) propõe que a disseminação sem controle do SARS-CoV-2 no País já gerou mutações de variantes do novo coronavírus. A pesquisa aponta que a P.1, nome dado à variante, pode estar escapando aos anticorpos produzidos pelos hospedeiros.

A variante associada a casos de reinfecção foi detectada incialmente em Manaus, capital do estado do Amazonas. A nova variante também causou mortes no estado do Ceará. Essas mudanças no vírus reforçam que o causador da Covid-19 está em um processo de evolução e adaptação diante do cenário de aumento no número de pessoas com anticorpos.

Segundo o estudo, as novas versões do vírus podem escapar parcialmente à imunidade adquirida pelos indivíduos. A pesquisa fez um sequenciamento do genoma do vírus e identificou 11 sequências SARS-CoV-2 de cinco diferentes estados brasileiros: Amazonas, Bahia, Maranhão, Paraná e Rondônia. "Isso não vai parar enquanto não frearmos o crescimento da epidemia", comenta Tiago Gräf, pesquisador que assinou o artigo. No total, 31 pesquisadores assinam o estudo.

O pesquisador sugere que as mudanças podem surgir, provavelmente, porque já há muitas pessoas que se contaminaram com a versão "original" do vírus e agora ele se adapta para escapar dos anticorpos dessas pessoas.

"Em resumo, enquanto a P.1 continua se disseminando pelo Brasil, ela segue evoluindo e aumentando seu potencial de evasão do sistema imune. Isso não significa que em uma possível reinfecção haverá Covid-19 grave, mas a transmissão prosseguirá até encontrar alguém ainda não exposto" conclui o epidemiologista e pesquisador da FioCruz.