PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Morto por Covid-19, Irmão Lázaro participou de manifestação pela liberação de eventos há um mês

A manifestação aconteceu no dia 11 de fevereiro, em frente ao Shopping da Bahia. Catorze dias depois, ele foi internado após testar positivo para a doença

21:17 | 20/03/2021
Vereador, cantor gospel e ex-Olodum, Irmão Lázaro morre em Salvador (Foto: )
Vereador, cantor gospel e ex-Olodum, Irmão Lázaro morre em Salvador (Foto: )

O músico e vereador Irmão Lázaro (PL-BA) esteve no dia 11 de fevereiro em uma manifestação de profissionais de eventos pela retomada imediata do setor em Salvador. O ato que tinha como lema “Queremos trabalhar, a culpa não é nossa” aconteceu em frente ao Shopping da Bahia e também contou com a presença de músicos locais.

“Defendemos a volta da realização de eventos com limite no número de pessoas, respeito ao distanciamento e os protocolos de segurança, como a utilização de máscaras e o uso do álcool em gel”, destacou Irmão Lázaro na ocasião.

Com a abertura dos bares e restaurantes na capital baiana, os manifestantes reivindicavam a liberação para apresentação de músicos nesses estabelecimentos. “Os profissionais de eventos e os músicos são duas das categorias que mais sofreram com a pandemia. E precisamos considerar que esta situação persiste há quase um ano”, disse o parlamentar.

O movimento tinha o objetivo de chamar atenção para as necessidades da categoria, formada por músicos, produtores, roadies, técnicos de som, luz e led, seguranças, dançarinos, carregadores, motoristas, garçons, cozinheiros, barmans, cordeiros, empresários e artistas.

Irmão Lázaro morreu nesta sexta-feira, 19, aos 54 anos, vítima da covid-19. Ele estava internado desde o dia 25 de fevereiro, no município de Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador.