Participamos do

Bebê fica pendurada em escada após subir para ver a vista de janela

O vídeo da ação repercurtiu na internet e chama atenção para o cuidado dos país com as crianças
23:10 | Fev. 22, 2021
Autor Neto Ribeiro
Foto do autor
Neto Ribeiro Repórter Mídias Sociais
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A cena de uma bebê de 11 meses que subiu em uma escada e ficou pendurada para ver a vista da janela da área de serviço viralizou nas redes sociais. O vídeo gravado pela mãe da menina mostra a criança puxando o equipamento de trás da máquina de lavar, escorando na parede e subindo os degraus até o topo. As imagem correm as redes sociais desde a última sexta-feira, 19.

A janela que Laura ficou a centímetros de distância estava com tela de proteção e a ação da menina foi acompanhada por sua mãe. Mais de 1,2 milhões de pessoas viram as imagens no perfil do Instagram "Esse Dia Foi Foda" - até a publicação desta matéria -, um dos primeiros a postarem o vídeo na internet, e os comentários vão da surpresa ao medo.

O comentário mais curtido da publicação, com mais de 2.500 curtidas, fez um alerta para que pais de crianças pequenas redobrassem a atenção para com seus filhos, uma vez que a cena protagonizada por Laura poderia se tornar em uma tragédia. "Apesar de a mãe ter filmado com tanta calma, se esse bebê tivesse caído da janela, não acreditaríamos que ela tivesse feito isso sozinha. Então fica o aprendizado. Bebês são imprevisíveis. Mal posso acreditar no que acabo de assistir", escreveu uma seguidora no post.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Outra seguidora entendeu que o vídeo gravado pela mãe de Laura era para conscientização, uma vez que se a história fosse contada sem uma comprovação visual, poderia ser interpretada como exagero ou mentira. "Ela filmou exatamente para provar, pois contanto ninguém iria acreditar. Eu jamais imaginaria se me contassem. Só cuidem das crianças e parem de julgar. Foi um alerta", declarou.

O caso ocorreu em Caldas Novas, localizado em Goiás. Em entrevista ao portal Uol, a policial militar no estado do Espírito Santo, Sara Ferreira - mãe da menina -, revelou que Laura realizou a cena outras vezes, sendo esta a terceira e o vídeo foi feito para mostrar ao pai da bebê o que ela havia feito.

"Nós somos a emoção e a confiança dos nossos filhos. Muita gente criticou a minha calma. Eu tinha que passar calma e segurança para ela. Em momento nenhum eu quis colocar a minha filha em risco. Os bebês são capazes. Eu deixo ela explorar com responsabilidade", disse a mãe à reportagem. Sara explicou que deixa Laura fazer o que ela conseguir para que a menina tenha autonomia.

"Sempre busquei saber sobre a autonomia infantil. Deixar a criança fazer o que ela consegue de acordo com a idade dela. Laura era para começar a subir degraus com dois anos. Ela não toma mamadeira, água é no copo. Eu sempre levo ela ao pediatra. Ela é muito desenvolvida e encantadora", pontuou.

 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags