PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Incêndio atinge hospital no Rio de Janeiro e deixa uma pessoa morta

Causa do incêndio ainda é investigada; cerca de 200 pacientes foram transferidos para áreas seguras próximas do hospital

14:10 | 27/10/2020

O Hospital Federal de Bonsucesso, no Rio de Janeiro (RJ), sofreu um incêndio na manhã desta terça-feira, 27. Uma mulher de 42 anos morreu durante a transferência dos pacientes da unidade de saúde para lugares seguros. A paciente estava internada para tratamento da Covid-19. As informações são do portal de notícias G1.

Cerca de 200 pacientes foram retirados do edifício para áreas do próprio complexo, para uma borracharia localizada próxima ao hospital e para outros hospitais. O hospital que sofreu o incêndio não possui certificação do Corpo de Bombeiros. As chamas foram controladas às 11h30min, e equipes dos bombeiros trabalhavam no rescaldo. Por volta de 12h50, fumaça negra ainda saía das janelas e instalações do hospital.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Leandro Monteiro, informou ao G1 que o incêndio aconteceu porque o hospital não possui certificação do Corpo de Bombeiro. "O hospital sofreu duas notificações, depois o procedimento e dois autos de infração e agora estamos em um processo de interdição. Estamos trabalhando em conjunto para que esse processo não seja finalizado. É humanamente impossível interditar um hospital com 400 leitos", disse.

O bombeiro Lauro Botto também informou ao G1 que o Prédio 1 estava “todo comprometido com chamas e fumaça. “Conseguimos evacuar os pacientes antes que o fogo e a fumaça chegassem à enfermaria", disse Botto.

A TV Globo apurou que a prioridade dos bombeiros era de resfriar a ala para que os cilindros de oxigênio do hospital não explodissem, o que poderia causar mais danos ao local. A instituição é a maior unidade de saúde do Rio de Janeiro em volume de atendimento. Cerca de duas mil pessoas circulam pelas alas todos os dias, conforme contou a assessoria de imprensa do hospital ao G1.

O fogo começou no subsolo do Prédio 1 por volta das 9h45 e logo se alastrou pelo almoxarifado. No mesmo edifício estão localizadas as enfermarias e as salas de Raio-X. A brigada de incêndio chegou ao local assim que as chamas começaram nos andares de baixo. As causas do incêndio ainda são investigadas pelo Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro.