PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Brasil estreia com medalha no Grand Slam de Judô de Budapeste

17:14 | 23/10/2020
Brasil estreia com medalha no Grand Slam de Judô de Budapeste (Foto: )
Brasil estreia com medalha no Grand Slam de Judô de Budapeste (Foto: )

No primeiro dia de disputas no Grand Slam de Judô de Budapeste (Hungria),  o brasileiro Willian Lima, de 20 anos, faturou a medalha de bronze na c ao vencer por dois waza-ari (ippon) o meio-leve (categoria até 66 quilos) o atleta Erkhembayar Battogtokh, da Mongólia. Com o triunfo, Lima garantiu 500 pontos no ranking, que vale para a classificação para à Olimpíada de Tóquio (Japão) em 2021. Atualmente,  o brasileiro ocupa a 29ª colocação

A corrida pela vaga olímpica foi estendida até 29 de junho de 2021, devido ao adiamento dos Jogos de Tóquio (Japão) para o ano que vem. Os 18 judocas mais bem colocados no ranking - em cada categoria, e por gênero - carimbam o passaporte rumo a Tóquio. A competição distribui mil pontos aos atletas campeões. Atualmente, Willian Lima ocupa a 29ª colocação.

A competição em Budapeste marca o retorno do Circuito Mundial de Judô após seis meses de paralisação, em decorrência da pandemia do novo coronavírus (covdi-19). O evento termina no domingo (25). A delegação brasileira conta com 18 judocas - 12 homens e seis mulheres - na capital húngara, onde estão cerca de 400 atletas de 69 países, incluindo o Brasil. As lutas tem transmissão gratuita, ao vivo, no portal da Federação Internacional de Judô (IJF, sigla em inglês). Confira no final do texto a programação das lutas deste fim de semana. .

O judoca publicou mensagem no Instagram, dedicando a conquista desta sext-feira (23) aos atletas italianos que não puderam participar do Grand Slam devido à pandemia. 

Essa medalha eu dedico as pessoas da Itália que por motivos de saúde não puderam competir mas também dedico a cada pessoa responsável pela missão Europa @timebrasil , @noticiascbj e @portugaljudo pois se não fosse a ajuda de vocês nesse tempo difícil de pandemia não teria conseguido treinar de forma que atingisse minha melhor forma para voltar a competir. Muito obrigado a todos que torcem e estão comigo nessa caminhada. . . . I dedicate this medal to people from Italy who for health reasons could not compete but I also dedicate to each person responsible for the Europe mission @timebrasil, @noticiascbj and @portugaljudo because if it weren't for your help in this difficult time of the pandemic, I wouldn't have been able to train in a way that would reach my best form to compete again. Thank you very much to everyone who cheers and is with me on this journey.