PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Teste de contraprova dá positivo para paciente brasileiro com coronavírus

Paciente terá diagnóstico final divulgado ainda nesta quarta-feira, 26; informações são do jornal Folha de S. Paulo

10:29 | 26/02/2020
(Foto: AGÊNCIA BRASIL)

Na noite desta terça-feira, 25, o primeiro caso de coronavírus foi confirmado, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo. O fato foi confirmado por uma fonte envolvida no processo do teste contraprova. O Ministério da Saúde divulgará ainda hoje, 26, o diagnóstico final do paciente de 61 anos, que voltou na última sexta-feira, 21, de uma viagem a trabalho da Itália com sintomas da doença. 

O resultado do primeiro teste do brasileiro foi positivo para o vírus, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Segundo a instituição, o paciente foi atendido na segunda feira, 24, e a Vigilância Epidemiológica estadual notificada na terça-feira, 25.

>> França anuncia primeira morte de cidadão do país provocada pelo novo coronavírus

Em nota, a Anvisa já solicitou à companhia aérea a lista de passageiros que estavam no mesmo voo do passageiro e aumentou a criticidade no monitoramento de voos internacionais de países provenientes onde há casos confirmados de coronavírus.

O período em que o homem esteve na Itália a trabalho, do dia 9 ao dia 21 de fevereiro, coincide com a explosão de casos no país europeu. Na região, 11 mortes já foram confirmadas até então.

>> "A vida continua, mas com precauções", diz cearense na Itália sobre surto de coronavírus

BRASIL AMPLIOU LISTA DE PAÍSES SUSPEITOS

Na última segunda-feira, 24, o Ministério da Saúde informou que aumentou de 8 para 16 a lista de países para a definição de casos suspeitos para o novo coronavírus no Brasil. Com a nova atualização, a lista inclui Itália, Alemanha, França, Austrália, Filipinas, Malásia, Irã e Emirados Árabes. Pessoas que viajaram para esses países nos últimos 14 dias e que apresentarem febre ou sintomas gripais devem procurar ajuda em unidades de saúde da região.

Os oito países então se unem à lista com Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã, Camboja e China.

Com informações da Agência Estado