PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Alunos relatam possível erro na correção do Enem

Mesmo acertando muitas questões no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o resultado estaria entre 300 e 400 pontos. A hashtag #erronoenem no Twitter já é a terceira mais comentada no mundo

23:45 | 17/01/2020
Pelo menos 200 alunos de Minas Gerais já se manifestaram sobre possíveis correções erradas do Enem
Pelo menos 200 alunos de Minas Gerais já se manifestaram sobre possíveis correções erradas do Enem (Foto: Divulgação)

Pelo menos 200 alunos de Minas Gerais já se manifestaram sobre possíveis correções erradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nas provas de Ciências da Natureza e Matemática, aplicadas no segundo dia de provas. A reclamação acontece no mesmo dia em que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o resultado, na manhã desta sexta-feira, 17. As informações são do jornal O Tempo.

Os estudantes do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (UFV), o Coluni, que estão organizando as queixas, alegam que o cálculo da notas estariam erradas. Mesmo acertando muitas questões, o resultado estaria entre 300 e 400 pontos. O valor é reativamente baixo se considerado que a nota mínima da prova de matemática foi de 359, enquanto a máxima foi de 985,5.

O aluno Vítor Brumano, de 19 anos, foi um dos que questionou a nota. Ele afirma ter acertado 35 das 45 questões de matemática, mas obteve 378 pontos, apenas 19 pontos da nota mínima.

A publicação do grêmio do colégio já conta com mais de 2 mil comentários e a hashtag #erronoenem no Twitter já é a terceira mais comentada no mundo.

Em resposta, o Inep justificou que a correção é feita baseada na metodologia da Teoria da Resposta ao item(TRI). Nela, é considerado o nível de conhecimento das questões acertadas, logo se o aluno acerta uma questão difícil e erra uma fácil, o sistema considera que foi um "chute". Segundo o Inep, pessoas com mesmo número de certos podem ter notas diferentes.

Segundo o jornal Hoje em Dia, os alunos questionaram a resposta e foram informados que a solicitação vai passar por análise técnica.

Confira publicação do grêmio do colégio Coluni no Instagram sobre possível erro na correção do Enem:

Nesta sexta-feira (17) por volta das 8:30, as notas dos candidatos do ENEM foram divulgadas pelo INEP e diversos alunos relataram erros nas notas, não só em Viçosa como também em vários outros locais. Os participantes que fizeram a prova no PVB, especialmente, relatam uma grande discrepância entre as notas e a quantidade de acertos em cada área do conhecimento. Alguns alunos alegam diferenças de cerca de 350 pontos da nota que deveria ter sido obtida. Um grupo foi criado com o intuito de reunir todos que consideraram as notas injustas e, até o momento da publicação, já possui mais de 80 casos relatados somente na cidade de Viçosa, em menos de cinco horas.

Mais de 60 estudantes obtiveram notas em torno de 300 nas áreas de matemática e naturezas, mesmo acertando mais de 35 questões nessas provas. Essa nota seria adequada caso o número de acertos fosse em torno de 5. A média final gira em torno de absurdos 400 pontos para pessoas que acertaram mais de 140 das 180 questões.

A falta de comprometimento do governo com um exame tão sério como o Enem e com a educação em geral é de se repudiar. Os órgãos responsáveis ainda não se pronunciaram sobre o ocorrido.

Os estudantes se mobilizaram para tentar sanar o problema, se você também acha que foi afetado, entre em contato conosco imediatamente!

#enem #enem2019 #notas #resultadoenem2019 #ufv #vicosa

Mais sobre o Enem

143 mil redações zeradas no Enem 2019; número é 27% maior do que no ano passado

Saiba como é calculada a nota do Enem