PUBLICIDADE
Brasil
Noticia

Repórter da Band bate em suspeito com microfone após levar cuspe na cara

O caso aconteceu durante cobertura do caso Aline. A jornalista recebeu apoio de colegas de trabalho

12:06 | 04/10/2019
Momento em que o suspeito cospe na repórter
Momento em que o suspeito cospe na repórter(Foto: Reprodução/Instagram)

A repórter Elisângela Carreira da TV Bandeirantes foi surpreendida, nesta semana, quando realizava a cobertura policial sobre o caso Aline Silva Dantas, jovem que foi encontrada morta e com o corpo queimado em uma área de mata em Alumínio, São Paulo.

Na ocasião, a jornalista tentou entrevistar o suspeito de ter cometido o crime, Heronildo Martins de Vasconcelos, de 45 anos, mas quando tentou se aproximar foi atingida por um cuspe. A reação de Elisângela foi baixar a cabeça e bater no criminoso com o microfone da emissora.

Heronildo foi indiciado por estupro, homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ele teve a prisão temporária de 30 dias pedida pela polícia à Justiça.

Elisângela Carreira teve o apoio de colegas e profissionais da cobertura policial. A equipe do jornalismo da Band homenageou a repórter pela coragem de enfrentar o suspeito.

Em seu perfil no Instagram, ela mostrou o buquê de flores que recebeu e escreveu a seguinte legenda: "Gratidão por tanto carinho e respeito dos meus chefes e colegas de trabalho. Muito feliz com o apoio de todos vocês".

 

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Virei Jornalista (@vireijornalista) em