PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Prejuízo das manchas de óleo registradas no litoral nordestino é discutido em podcast

Até o momento não se sabe a origem do derramamento de óleo que atinge todos os estados do Nordeste, que soma mais de 70 mortes de tartarugas

21:35 | 04/10/2019
Até o momento não se sabe a origem do derramamento de óleo que atinge todos os estados do Nordeste, que soma mais de 70 mortes de tartarugas
Até o momento não se sabe a origem do derramamento de óleo que atinge todos os estados do Nordeste, que soma mais de 70 mortes de tartarugas (Foto: KAYNARA MAIA / ACERVO AQUASIS FORTALEZA)

Manchas de óleo estão sendo encontradas em todos estados do Nordeste, nos últimos dias. Identificado como petróleo cru, o líquido chegou mais recentemente ao litoral baiano, contabilizando assim mais de 120 áreas atingidas pelo líquido, que já causou mais de 70 mortes de tartarugas. Em apenas nove praias cearenses, 500 litros de óleo foram retirados em ação de limpeza realizada pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), somente no último fim de semana.

Até o momento sem identificação de responsável pelo crime ambiental, a Marinha do Brasil instaurou inquérito administrativo para apurar as possíveis causas e responsabilidades do derramamento, que chegou na tarde dessa quinta-feira, 3, ao litoral baiano.

No episódio do Recorte desta sexta-feira, 4, os jornalistas do O POVO Ítalo Coriolano, Maísa Vasconcelos e Demitri Túlio debatem sobre os impactos de um acidente de tamanha dimensão. Há também a participação das biólogas do Instituto Verdeluz, Alice Frota e Liana Queiroz.

Listen to "#160 - Manchas de óleo são encontradas em todos os estados do Nordeste" on Spreaker.

Com episódios de segunda a sexta, o Recorte traz informações sobre assuntos relevantes de cada dia para os ouvintes, com participação de repórteres e editores da Casa.

Para ouvir, basta acessar as principais plataformas de streaming de áudio, como Spotify, Deezer, Spreaker e agregadores de podcasts no Android e iOS.

Disponível em outras plataformas RSS feed

Assine o podcast no iTunes (e avalia a gente)

Segue a gente no Spotify

Segue a gente no Deezer