PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Caio Henrique nega problemas de relacionamento no Fluminense

17:22 | 12/09/2019

O lateral-esquerdo Caio Henrique negou os rumores de que o elenco tricolor estaria em rota de colisão com o técnico Oswaldo Oliveira. Em entrevista nesta quinta-feira, no Centro de Treinamento Pedro Antônio, no Rio de Janeiro, o jogador fez questão de demonstrar apoio ao trabalho do treinador.

“Ele tem total confiança do grupo. A gente abraçou a ideia dele, procurando fazer o que ele pede, tentando a adaptação mais rápida. Essa pressão só vai sair quando a gente começar a vencer, tirar o Fluminense da zona do rebaixamento. A gente espera que a torcida não abandone o time, ainda mais nessa situação que estamos. Eles são essenciais, então fica o apelo para eles comparecerem e apoiarem a equipe”.

Oswaldo Oliveira assumiu o Fluminense dias antes do primeiro confronto com o Corinthians pelas quartas de final da Copa Sul-Americana. Desde então, o time mudou a maneira de atuar e vem encontrando dificuldades para adaptação, como afirma Caio Henrique.

“É difícil a adaptação porque temos pouco tempo para treinar. O calendário é apertado. A gente viaja e, quando chega, já tem que ir para a concentração de novo. A cada treinamento nos adaptamos mais ao Oswaldo. Estamos escutando bastante o que ele tem a passar, ele é muito experiente. Claro que cada técnico tem uma forma de pensar o futebol. Com o Diniz tínhamos mais posse de bola, acredito que essa seja a principal mudança, mas isso é da característica de cada um”.

A próxima partida do Fluminense é justamente contra o Corinthians, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nos dois encontros anteriores, válidos pela Sul-Americana, foram dois empates, mas o Tricolor acabou eliminado pelo critério de gols fora de casa. Caio Henrique acredita que o fato de já ter enfrentado o Timão duas vezes neste ano pode fazer diferença no resultado final.

“Acho que ajuda, já ficou bem claro como o Corinthians deve se comportar. É uma equipe que se defende bem, que espera o erro do adversário. Temos que minimizar ao máximo nossos erros e, quando surgir a oportunidade, matar o jogo".

O Corinthians enfrenta o Colón, na quinta-feira (19), na Argentina, pela semifinal da Sul-Americana, e existe a possibilidade de a equipe paulista entrar em campo com um time misto contra o Fluminense. Para Caio Henrique, o foco deve ser o mesmo.

“Sabemos que vai ser uma partida muito difícil. O Corinthians tem jogadores qualificados, seja time misto ou não, vai ser complicado. Com a nossa situação, temos que encarar o jogo como uma final. Vamos fazer o nosso melhor para conseguir os três pontos”.

Fluminense e Corinthians se enfrentam no domingo, às 16h, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. Com 15 pontos na classificação do Campeonato Brasileiro, o Tricolor precisa da vitória e torce para uma derrota do Cruzeiro contra o Palmeiras para terminar o primeiro turno fora da zona do rebaixamento.