PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Foto do eclipse solar tirada por brasileiro é a "imagem do dia" da Nasa

De autoria de Leo Caldas, a fotografia mostra o momento em que pássaros sobrevoam próximo ao eclipse, comportamento já investigado por especialistas

12:08 | 10/07/2019
Fotografia escolhida pela Nasa como
Fotografia escolhida pela Nasa como "imagem do dia" tem brasileiro como autor(Foto: Reprodução/G1)

Leonardo Caldas é o autor da fotografia do eclipse solar total de 2019 escolhida pela NASA para estar no site Astronomy Picture of the Day (Apod). A plataforma publica fotografias de fenômenos astronômicos registrados por fotógrafos de todo o mundo e escolheu a foto do brasileiro na última terça-feira, 9.

O registro feito em La Sirena, no Chile, capta o momento em que pássaros sobrevoam próximo ao eclipse, formado pelo posicionamento da Lua em frente ao Sol, resultando em um expressivo arco de luz. Segundo o site de agência espacial, a foto foi o melhor registro do dia.

O astrofotógrafo registra um eclipse pela terceira vez. Em 2017, ele foi aos Estados Unidos acompanhar ao fenômeno, mas contou ao G1 que "apanhou" para acertar as fotos nos breves dois minutos em que há a intensidade total.

O lugar certo, entretanto, viria dois anos depois, no litoral do Chile. Ele desembarcou em Coquimbo, mas decidiu não ficar na praia após ver a quantidade de pessoas reunidas para acompanhar o fenômeno.

Caldas se afastou e, no novo local, posicionou a câmera em um ângulo ideal para registrar as aves que voavam contra o mar. "Dessa vez deixei uma câmera filmando em qualidade 4k, e foi exatamente o momento que houve a revoada destes pássaros. Foi a coisa mais interessante do mundo, eu nunca tinha presenciado algo assim", disse ao G1.

Além dos registros fotográficos, o site publica artigos escritos por astrônomos explicando os fenômenos, como o da foto de Caldas, que ajudam a comprovar as observações. A foto de Caldas mostra a reação das aves ao eclipse, algo que já é estudado por especialistas. "Apesar de alguns comportamentos inesperados, as aves costumam voar mais baixo ou até mesmo pousar no chão durante o fenômeno", explica na nota um especialista da Nasa.  "Dados captados por radares confirmaram a redução de aves voando alto, bem como insetos, no momento da totalidade”, explica o especialista na nota.

Caldas submeteu a foto à aprovação da Nasa no mesmo dia. Como o processo é criterioso, a fim de evitar fraudes, os especialistas só acreditaram no registro quando o fotógrafo mostrou o vídeo onde a imagem foi captada.

Leonardo comemora a experiência no Chile que lhe rendeu primeiro lugar no Apod. O site é referência em fotografia astronômica. "É indescritível. Foi uma experiência que todo mundo deveria ter. Quando apaga tudo, parece que tem um interruptor. Até a temperatura muda. Eu fiquei embasbacado", relembra.

Redação O POVO Online