PUBLICIDADE
Brasil
NOTÍCIA

Modelo da SPFW teve "morte súbita sem causa aparente", registra boletim de ocorrência

Familiares, amigos e agência de que Tales Cotta fazia parte afirmam que o modelo estava saudável e cuidava periodicamente da saúde

17:15 | 28/04/2019
O modelo desfilava pela segunda vez no evento
O modelo desfilava pela segunda vez no evento (Foto: Reprodução/ Instagram)

o boletim de ocorrência registrado no 14º Distrito Policial em São Paulo informa que o modelo Tales Cotta, que morreu após desmaiar durante desfile neste sábado, 27, teve "morte súbita sem causa determinante aparente". O caso foi registrado na Polícia Civil como "morte suspeita a esclarecer". As informações são do G1 SP. Somente o laudo necroscópico poderá apontar o que matou o modelo.

A mãe de Tales, Heloisa Cotta, se manifestou nas redes sociais. Heloisa reforça que o filho não tinha problemas de saúde ou transtornos alimentares. “Sempre teve muita saúde e sempre se cuidava com exames periódicos, portanto as fatalidades acontecem e era a hora dele”, escreveu ela.

Clique na imagem para abrir a galeria

Amigos e outros familiares também se expressaram em redes sociais e reportagens sobre a saúde do modelo. Por meio de nota, a Agência Base MGT, da qual Tales fazia parte, se pronunciou a respeito da sua morte:

"‘A Agência Base MGT comunica, com extremo pesar, o falecimento do modelo Tales Cotta (26 anos), que sofreu um mal súbito durante o desfile da OCKSA, neste sábado (27.04). Ressaltamos que Tales está em nosso casting há um ano e meio e sempre teve comportamento exemplar. O modelo não era estreante, já desfilou em outras edições tanto do SPFW, quanto outros importantes eventos de moda, como a Casa de Criadores. Ressaltamos que Tales nunca apresentou ou se queixou de problemas de saúde. Ele mantinha uma dieta saudável (era vegano), não usava substâncias ilícitas e estava em condições para participar do desfile. Além disso, era um jovem especial para todos, querido, super atencioso, dedicado e talentoso. Mesmo com a pouca idade, deixa seu legado. Sempre lembraremos de seu sorriso e determinação e seguiremos levando seu nome em cada passarela que pisarmos."

Somente o laudo necroscópico do Instituto Médico-Legal (IML) poderá apontar a causa da morte. De acordo com o G1 SP, o médico-legista que fez a necropsia no corpo do modelo não conseguiu determinar o que o matou somente pelo exame clínico. Ele solicitou exames complementares, como de sangue e pesquisa toxicológica.

O corpo de Tales saiu de São Paulo por volta das 10 horas deste domingo, 28, a caminho desua cidade Natal em Minas Gerais. O sepultamento está marcado para as 17 horas de segunda-feira, 29.

 Redação O POVO Online