PUBLICIDADE
Noticia

Cachorro nasce com duas línguas e sem olhos no litoral do Piauí

O animal é vítima de uma malformação rara, segundo especialista

09:34 | 02/07/2021
Cachorro nasce sem olhos, nariz e com duas línguas na Parnaíba, a 269 km de distância de Teresina (Foto: Bruno Souza)
Cachorro nasce sem olhos, nariz e com duas línguas na Parnaíba, a 269 km de distância de Teresina (Foto: Bruno Souza)

Uma cadela da Parnaíba, a 269 km de distância de Teresina, deu à luz a quatro filhotes na última segunda-feira, 28. No entanto, quando o último cachorrinho nasceu, viu-se que o animal não tinha olhos, orelhas, nariz e tinha duas línguas. Ele nasceu duas horas após o parto dos três irmãos e é vítima de uma malformação rara. O filhote apresentava dificuldades para respirar e morreu alguns minutos após o nascimento.

Em entrevista ao G1, o tutor do animal, Bruno Souza, de 22 anos, contou que os outros três animais estão saudáveis e não têm anomalias. “Minha mãe chegou em casa após o trabalho, por volta das 10h, e não encontrou a cachorra. Depois viu que ela havia cavado um buraco e estava com três filhotes fêmeas. Quando cheguei em casa meio-dia, a cachorra estava deitada na sala e notei algo saindo dela. Percebi ser outro filhote e corri para filmar, eu nunca vi um parto de cachorro antes. Quando ele começou a sair, já vi algo diferente”, contou Bruno.

Conforme a especialista entrevistada pelo veículo, a professora de Medicina Veterinária e especialista em neonatologia, Tânia Cavalcante, esse tipo de malformação é extremamente rara, e provavelmente está associada a anomalias genéticas. Um caso semelhante foi registrado nas Filipinas em fevereiro de 2021.

"Possivelmente trata-se de mutações genéticas, anormalidades cromossômicas e ambiente pré-natal podendo causar essas malformações. É principalmente relacionado em anormalidades genéticas, ou possivelmente causada pela presença de toxinas que afetam o desenvolvimento do cérebro, ainda na vida intrauterina", explicou a professora.

LEIA MAIS | Bota Pó: "Quero passar para as pessoas que elas são lindas de qualquer forma" 

Eventos sociais terão protocolo de retomada definido hoje, diz coordenador

Apesar da morte do animal, os outros três filhotes fêmeas que nasceram no mesmo dia estão bem. "Fiquei assustado e abalado. Minha mãe, que é muito apegada aos cachorros, chorou. Eu gostaria de poder fazer algo e ter salvado a vida dele", completou Bruno.