PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Polícia Civil executa operação contra venda de carros roubados

Foram quatro mandados de prisão e 11 mandados para busca e apreensão, na operação denominada "Ohlepse", que significa espelho escrito ao contrário em alusão a clonagem de veículos

10:56 | 17/12/2019
Durante a ação policial, foram apreendidos armas de fogo, três veículos, cédulas em reais, cartões de benefício, notas promissórias, eletrodomésticos e aparelhos celulares
Durante a ação policial, foram apreendidos armas de fogo, três veículos, cédulas em reais, cartões de benefício, notas promissórias, eletrodomésticos e aparelhos celulares (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Com mandados de prisão preventiva, de busca e apreensão, a Polícia Civil começou nesta terça-feira, 17, a nova fase da operação "Ohlepse", que colocou sob custódia suspeitos de integrarem organização criminosa envolvida em um esquema de comercialização de veículos clonados. A operação resultou na desarticulação do esquema criminoso referente a roubo, furto e adulteração de veículos, além do comércio irregular de armas de fogo, agiotagem, crimes ambientais e encomenda de homicídios.

Foram quatro mandados de prisão e 11 mandados para busca e apreensão. O nome “Ohlepse” significa espelho escrito ao contrário, em alusão à clonagem de veículos. Além das ações realizadas no Ceará, nas cidades de Nova Olinda, Altaneira, Assaré, Tarrafas e Sapiranga, um dos alvos foi capturado no Estado do Rio Grande do Sul, após troca de informações entre as polícias civis de cada estado.

Durante a ação policial, foram apreendidas quatro armas de fogo, três veículos – sendo um carro e duas motos –, e diversos cartões de benefício, notas promissórias, eletrodomésticos e aparelhos celulares. A Polícia Civil também apreendeu quantidade de cédulas em reais com valor total ainda não divulgado.

No Ceará foram presos Antônio Francisco dos Santos, 41, conhecido como “Antônio dos Bois”. Assim como José Murilo Granjeiro Sampaio, 47, e Cleto Agamenon da Silva, 23. Foi preso em flagrante Francisco Granjeiro Sampaio, 50, apelidado de “Big Boy”. Já no Rio Grande do Sul, foi capturado Ygor da Costa Ramos, 29, que foi morar no Sul do Brasil após desconfiar que a Polícia estava investigando a atividade criminosa da qual fazia parte.

Participaram da operação um total de 43 policiais civis do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI – Sul) e das delegacias do Crato, Farias Brito, Assaré, Araripe e Delegacia de Defesa da Mulher do Crato.