Participamos do

Cearense Maciel Santos conquista bronze na bocha e alcança terceira medalha paralímpica

Ele já havia ganhado medalha de prata no Rio de Janeiro, em 2016, e ouro em Londres, em 2012. O atleta começou a praticar o esporte quando tinha 11 anos e passou a representar o Brasil em competições internacionais três anos depois
23:38 | Ago. 31, 2021
Autor Leonardo Maia
Foto do autor
Leonardo Maia Estagiário
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O cearense Maciel Santos ganhou medalha de bronze na bocha nos Jogos Paralímpicos de Tóquio na noite desta terça-feira, 31, no Centro de Ginástica de Ariake. Ele venceu uma partida contra um atleta tailandês por 4 a 3 e garantiu a terceira colocação na prova individual do esporte. A modalidade é praticada por atletas com elevado grau de paralisia cerebral ou deficiências severas e consiste em lançar bolas coloridas o mais perto possível de uma bola branca.

Os atletas ficam sentados em cadeiras de rodas e limitados a um espaço demarcado para fazer os arremessos. É permitido usar as mãos, os pés e instrumentos de auxílio, e contar com ajudantes (calheiros), no caso dos atletas com maior comprometimento do movimento dos membros. O cearense, considerado número dois no ranking mundial, já havia conquistado medalha de ouro nas paralimpíadas de Londres, em 2012, e prata no Rio de Janeiro, em 2016.

LEIA TAMBÉM | Yeltsin Jacques conquista 100º ouro do Brasil em Jogos Paralímpicos

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

+ Paralimpíadas ao vivo hoje, dia 31: onde assistir e programação dos Jogos

O atleta nasceu com paralisia cerebral e começou a praticar bocha quando tinha 11 anos. Três anos depois, ele já estava representando o Brasil em competições internacionais. Ele morou durante quase uma década em Mogi das Cruzes, em São Paulo, onde foi treinado por Dirceu Pinto, atleta paralímpico que também ganhou medalha de ouro. Nesta terça-feira, 31, o Brasil ainda tem chance de conquistar nova medalha na modalidade, com José Carlos Chagas Oliveira.

(Com Agência Brasil)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags