Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Após eliminação no vôlei de praia, Bruno agradece Evandro pela paciência após recuperação da Covid-19

Apesar do resultado negativo em quadra, Bruno viveu um grande drama em sua vida neste ano. O atleta teve grande parte do seu pulmão comprometido pela covid-19
09:01 | Ago. 02, 2021
Autor - Gazeta Esportiva
Foto do autor
- Gazeta Esportiva Autor
Tipo Notícia

Nesta segunda-feira, Evandro e Bruno Schmidt foram eliminados pela dupla da Letônia formada por Plavis e Tocs e deram adeus à disputa pelo vôlei de praia nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Apesar do resultado negativo em quadra, Bruno viveu um grande drama em sua vida neste ano. O atleta teve grande parte do seu pulmão comprometido pela covid-19, porém conseguiu se recuperar a tempo de estar nas Olimpíadas.

Após a derrota, Bruno relembrou o período difícil vivido e agradeceu o parceiro pela cooperação e compreensão nos últimos meses.

"Queria jogar mais, o mundo todo está prestigiando, mas paciência. Quando olho para trás, vi que fiz meu máximo. Se cheguei aqui em condições de jogo, é porque fiz muita força lá atrás. É óbvio que eu queria ter ido mais longe, quando entro em quadra esqueço tudo o que passei. Agradecer Evandro pela paciência, por saber que eu talvez não chegaria na principal competição do vôlei de praia em meu melhor. Ele não se importou com isso", disse Bruno à TV Globo.

"A parte defensiva deles funcionou muito mais do que a nossa e, quando isso acontece, a gente joga com a pressão o tempo todo. Agíamos em toda a bola como se fosse a última. Mérito deles. Queria realmente estender ao máximo esse torneio, está bem gostoso de jogar. Triste com isso, mas feliz de ter tido a oportunidade de estar aqui. Há quatro meses, não sabia se poderia estar aqui ou não. Bruno e Evandro foram vencidos na bola hoje", completou.

Bruno ainda comentou sobre a postura pouco vibrante da dupla em quadra nesta segunda.

"Ao mesmo tempo que faltou vibração, a gente tentou ao máximo tranquilizar um ao outro. O tempo todo um falava: 'Você está passando do ponto, vamos respirar'. De certa forma, quando a gente puxa muito a tranquilidade, acaba faltando um pouco de vibração, sim", finalizou.

Ainda nesta segunda-feira, será a vez de Alison e Álvaro disputarem as oitavas de final do vôlei de praia. A dupla brasileira terá pela frente os mexicanos Rubio/Gaxiola, a partir das 9h (horário de Brasília).

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Olimpíada: Robert Scheidt cai para quarta colocação na classe laser da vela

NA BRIGA
2021-07-29 03:59:49
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O bicampeão olímpico Robert Scheidt teve um dia ruim na disputa da classe laser da vela. Com colocações intermediárias nas duas regatas disputadas, o veterano perdeu uma colocação na classificação geral dos Jogos Olímpicos - caiu do terceiro para o quarto lugar.

Scheidt contabilizou nesta quinta-feira a 8ª e 12ª posições. Na classificação geral, os principais colocados da disputa são o australiano Matt Wearn, o cipriota Pavlos Kontides e o norueguês Hermann Tomasgaard.

Ainda restam duas regatas antes da medal race, que será decisiva para a definição dos medalhistas dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Análise olímpica: um dia sem medalhas, bons resultados do Brasil no tênis e tiro com arco

DE OLHO NO TIME BRASIL
2021-07-28 12:31:00
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Brasil iniciou o 5º dia de disputas em Tóquio com poucas possibilidades de medalha devido o programação de provas. Encerrou com as mesmas 5 do dia anterior, mas teve muitos resultados para comemorar.

O principal foi no tênis. Campanha espetacular e inesperada da dupla brasileira Laura Pigossi e Luisa Stefani. Nesta manhã venceram a dupla americana cabeça de chave 4, Mattek-Sands/ Pegula. Agora estão entre as 4 melhores. É apenas a 2º semifinal da história do Brasil em Olimpíadas na modalidade. A primeira foi com Fernando Meligeni em 1996

As brasileiras vão enfrentar no próximo jogo a dupla da Suíça, Bencic/ Golubic, que na campanha eliminou a dupla do Japão, cabeça de chave 2.

Outro resultado excelente do Brasil nesta madrugada veio no tiro com arco. Marcus Vinicius de Almeida superou 2 adversários e está entre os 16 melhores. Já é o melhor resultado do Brasil na modalidade em Olimpíadas. Marcus se classificou apenas com o 40º lugar, mas no mata-mata já eliminou 2 bons concorrentes Philip Huston da Grã-Bretanha e Van der Berg da Holanda. Nas oitavas, somente no sábado, Marcus pega Mauro Nespoli da Itália, 4º colocado no último mundial e Prata na etapa final da Copa do Mundo 2019

Vamos a um resumo do Brasil nas demais modalidades:

Futebol - Seleção masculina venceu a Arabia Saudita por 3 a 1 e avançou para as quartas de finais da Olimpíada. Mais uma vez o destaque foi Richarlison com 2 gols. Os confrontos da próxima fase estão definidos: Brasil x Egito, sábado as 7 da manhã. Quem vencer pega México ou Coréia do Sul. Do outro lado da chave Japão e Nova Zelândia, quem vencer pega Espanha ou Costa do Marfim. França, Argentina, Alemanha e Romênia eliminadas.

Handebol - a seleção brasileira sofreu a 3º derrota: 32 a 25 para a Espanha. Precisa vencer Argentina e Alemanha nos próximos jogos para poder avançar ao mata mata.

Vôlei - seleção masculina sofreu a 1º derrota no torneio olímpico: 3 a 0 para a Rússia. Ainda fará 2 jogos contra Estados Unidos e França. Com uma vitória avança ao mata-mata.

Vôlei de praia: Na 2º rodada da fase de grupos do torneio olímpico de vôlei de praia, o desempenho das duplas brasileiras foi preocupante. Das 4 duplas, 3 derrotas. Apenas Bruno e Evandro conseguiram vencer 2 jogos no torneio. Porém, enfrentaram adversários de Chile e Marrocos, países sem tradição na modalidade. Na noite de terça, Ana Patrícia e Rebeca perderam das letãs Graudina/ Kravcenoka. São 24 duplas na 1º fase e 16 avançam ao mata-mata. Porém, com essas derrotas na 2º rodada, as duplas brasileiras podem enfrentar adversários complicados já nas oitavas de finais.

Natação - Leonardo de Deus terminou em 6º lugar na final dos 100 borboleta. Leo tinha feito o 2º melhor tempo da semifinal , mas viu os adversários melhorarem. O ouro ficou com o húngaro favorito da prova, Kristof Milak, atual campeão mundial.

No revezamento 4x200 livre masculino, o Brasil terminou em 8º lugar. O ouro ficou com a Grã-Bretanha. O curioso foi que a equipe americana, vencedora das últimas 4 edições, sequer pegou medalha.

Tênis de mesa - Hugo Calderano foi derrotado pelo alemão Ovtcharov nas quartas de finais. O brasileiro chegou a abrir 2 a 0, teve 7 a 1 no 5º set , mas sofreu a virada. De toda forma foi a melhor campanha de um brasileiro na história da modalidade. Brasil ainda joga o torneio por equipes.

Boxe - mais um brasileiro avançou para as quartas de finais e está a uma vitória da medalha. Keno Machado nos 81kg, venceu o chines Chen Daxiang e vai pegar o britânico Benjamim Whittaker, bronze no mundial 2019 e 3º do ranking

Canoagem slalom - Pepe Gonçalves no k1 e Ana Satila no c1, avançaram para as semifinais

Ginástica artística - Dois brasileiros disputaram a final individual. Caio Souza terminou em 17ª e Diogo Soares 20º. O melhor ginasta do mundo é o japonês Daiki Hashimoto.

Badminton - não deu para Ygor Coelho. Perdeu do japonês 12º do ranking, Kenta Tsuneyama por 2 a 0. Brasil encerra sua participação com a 1º vitória na história na modalidade, a de Ygor contra Georges Paul, atleta de Maurício.

Vela - o dia não foi bom para Kahena e Martine. Caíram para a 5º posição na 49er, com 6 regatas disputadas. Dupla Tidey e Dobson, abriu boa vantagem e viraram favoritas ao ouro. Britânicas tem 13 pontos perdidos e brasileiras 29.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Tênis de mesa: Calderano perde para alemão e é eliminado da Olimpíada; campanha é histórica

MESATENISTA
2021-07-28 10:09:00
Autor Lucas Mota
Foto do autor
Lucas Mota Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O brasileiro Hugo Calderano se despediu dos Jogos Olímpicos de Tóquio na manhã desta quarta-feira, 28 (horário de Fortaleza). O mesatenista foi derrotado pelo alemão Dimitrij Ovtcharov, bronze em Londres-2012 e ex-número 1 do ranking mundial do tênis de mesa, por 4 a 2 nas quartas de final.

+ "Enquanto você dormia dia 5": desistência de Biles, vitória do Brasil no futebol e polêmica no judô

Calderano teve ótimo início contra o alemão e venceu os dois primeiros sets do jogo, com parciais 11/7 e 11/7. Entretanto, o adversário reagiu e venceu todos os sets seguintes (11/8, 11/7, 11/8 e 11/2), carimbando a vitória e avançando para a semifinal da Olimpíada.

Apesar da derrota, a participação do mesatenista do Brasil é positiva. A classificação para as quartas de final de Calderano entra para a história do país em Jogos Olímpicos, que antes de Tóquio nunca tinha chegado tão longe na competição.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Tênis: Andy Murray cai nas quartas do torneio de duplas

ELIMINADO
2021-07-28 05:51:00
Autor AFP
Tipo Notícia

O britânico Andy Murray, ao lado de Joe Salisburry, foi eliminado nas quartas de final do torneio de duplas dos Jogos de Tóquio pelos croatas Marin Cilic e Ivan Dodig no super tie break, nesta quarta-feira.

Os representantes da Croácia venceram o primeiro set por 6-4, mas Murray e Saliburry alcançaram a vitória no segundo set no tie break por 7-6 (7/2), levando a partida para o super tie break, onde foram superados por 10/7.

Aos 34 anos, Andy Murray buscava o terceiro título nos Jogos, depois do ouro no torneio de simples em Londres-2012 e Rio-2016.

Nas Olimpíadas na capital japonesa, Murray desistiu de participar da competição individual para se concentrar nas duplas.

Na primeira rodada da competição de duplas, Murray e Salisburry eliminaram os franceses Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert, vencedores de Roland Garros. Em seguida superaram os alemães Kevin Krawietz e Tim Pütz.

Na semifinal Cilic e Dodig enfrentarão os neozelandeses Michael Venus e Marcus Daniel, que eliminaram os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

 


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Chorando, Portela lamenta derrota por punições: "Tem coisas que não controlamos"

ELIMINADA
2021-07-28 05:29:00
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Na noite desta terça-feira, Maria Portela foi derrotada pela russa Madina Taimazova, sendo eliminada do judô na categoria de até 70kg nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Aos prantos com o resultado, a brasileira não escondeu a tristeza pelo revés, que veio com punições no golden score.

"Eu queria vencer, estava me sentindo muito bem preparada. Não acredito que isso aconteceu", disse Portela à TV Globo, que completou: "Infelizmente não deu, eu me entreguei, quero agradecer a Deus por ter me ajudado, porque tive muitos desafios, e a todos que me ajudaram. Acho que dei tudo".

Portela foi derrotada após mais de 14 minutos de luta, recebendo três punições por falta de combatividade. A brasileira aplicou um golpe no golden score, porém a arbitragem de vídeo entendeu que não foi um wasari: "Estudamos bastante ela, tem coisas que não controlamos, faltou um pouco".

Portela ainda terá a oportunidade de pleitear uma medalha em Tóquio, já que disputará a competição por equipes no judô, uma novidade desta edição nos Jogos Olímpicos.

"Eu vou me doar bastante para minha equipe e a gente conseguir uma medalha. Eu vou me doar muito para fazer o máximo", finalizou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags