PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Piloto da F1 em 2021, Nikita Mazepin aparece em vídeo de assédio sexual

Nas imagens excluídas, o piloto de 21 anos é filmado tentando tocar os seios de uma jovem que parece não dar seu consentimento.

09:33 | 10/12/2020
Nikita Mazepin foi contratado pela equipe Haas para competir em 2021 na Fórmula 1 (Foto: Reprodução / Twitter)
Nikita Mazepin foi contratado pela equipe Haas para competir em 2021 na Fórmula 1 (Foto: Reprodução / Twitter)

O piloto russo Nikita Mazepin, que vai correr na Fórmula 1 no próximo ano pela equipe Haas, se desculpou após a divulgação de um vídeo no Instagram em que aparece em um ato de assédio sexual.

Nas imagens excluídas, o piloto de 21 anos é filmado tentando tocar os seios de uma jovem que parece não dar seu consentimento.

"A Haas não aprova o comportamento de Nikita Mazepin neste vídeo", comunicou a equipe americana.

“Como se não bastasse, o simples fato deste vídeo ter sido enviado para as redes sociais é inaceitável. O caso será tratado internamente”.

Mazepin, por sua vez, se desculpou no Instagram por seu “comportamento inadequado e pelo fato de ter publicado esse conteúdo nas redes sociais”.

"Eu tenho que me manter em um alto padrão como piloto de Fórmula 1 e reconheço que decepcionei a mim próprio e muitas pessoas. Prometo que vou aprender com isso", acrescentou.

A Haas anunciou a contratação do russo, quinto lugar no campeonato de F2 deste ano, em 1º de dezembro.

Mazepin não tem uma boa reputação devido ao seu comportamento muito agressivo na pista. Em 2016 agrediu um rival na F3 europeia, o que lhe valeu uma corrida de suspensão.

O jovem piloto é filho do empresário Dimitry Mazepin, dono da fábrica de fertilizantes minerais Uralchem, e é patrocinado pela empresa russa Uralkali, especializada na produção e comercialização de potássio,na qual seu pai é diretor.

Mazepin terá como companheiro de equipe em 2021 o alemão Mick Schumacher, filho de Michael Schumacher.