PUBLICIDADE
Mais Esportes
NOTÍCIA

Ceará tem time de campeões no Brasileirão de Caratê, em Goiás

Evento começou nesta sexta-feira, no Ginásio Amando Grecco, em Trindade (GO). Carateca de 9 anos é um dos destaques

20:39 | 12/07/2019
Christian, de 9 anos, espera ter longa carreira no caratê
Christian, de 9 anos, espera ter longa carreira no caratê(Foto: Divulgação)

A etapa final do Brasileirão de caratê esportivo está sendo realizada entre esta sexta-feira, 12 de julho, e o domingo, 14, no Ginásio Amando Grecco, em Trindade (GO). Promovida pela Confederação Esportiva e Educacional Brasileira de Karatê, o evento conta com a participação de atletas cearenses em busca do ouro. Os caratecas Christian Ibyson Nunes da Silva, de 9 anos, e Antonio Alexandre Oliveira Rosa, 25, do Projeto de karatê Bushi No Te do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza (IBLF) são esperança de medalha. O instituto conta com outros 37 atletas da delegação cearense.

Ambos os atletas já disputaram o Brasileirão do Rio de Janeiro, em 2018, quando trouxeram medalhas para o Ceará — o mais jovem é dono de dois ouros e uma prata, o mais experiente ficou com três ouros, nas categorias kumite e kata. Mesmo com a pouca idade, Christian garante que pretende continuar lutando. Ele treina desde os 4 anos e hoje tem a faixa laranja como sua companheira. “Tenho expectativa para o Mundial. A parte mais difícil é o cansaço por conta das etapas e o nervosismo, mas eu não deixaria de fazer por nada. Quando está perto do campeonato treinamos todos os dias, mas não atrapalha na escola e agora estou me divertindo em Goiás nas férias”, afirma.

Antonio Alexandre tenta se manter no topo do ranking de sua categoria
Antonio Alexandre tenta se manter no topo do ranking de sua categoria (Foto: Divulgação)

Já o professor e atleta Antonio Alexandre Oliveira Rosa, 25, mantém seu nome no topo do ranking mundial e espera bons resultados para a equipe. “Estamos nos preparando desde 16 de junho quando aconteceu nossa última copa em Fortaleza”.

A euforia do evento levou os esportistas a fazerem campanhas, venda de alimentos e brechós para o custeio da viagem. A recompensa, contudo, vem do tatame. Mesmo longe de casa e saindo do orçamento, o esporte tem influenciado muitas famílias a introduzirem seus filhos na busca do sonho olímpico.

Com a preparação acontecendo desde o Pan-Americano da modalidade, em 2018, a convocação aconteceu dia 28 de maio. O foco atual é no Brasileiro. O objetivo maior dos atletas, porém, segue na disputa do Mundial de Caratê, que vai acontecer em Fortaleza, entre os dias 17 a 20 de outubro, no Ginásio Paulo Sarasate. A convocação opara a competição será definida por meio da classificação por etapas, com os caratecas de melhor posição subindo no ranking, até a linha de corte, que define os representantes.

Giovana Brito / Especial para O POVO