Participamos do

Maurício Souza culpa "turma da lacração" após demissão por comentários homofóbicos

Em vídeo publicado em seu perfil no Instagram, jogador isentou dirigentes do Minas por ter o seu contrato com o clube rescindido. Mais cedo, ele já havia postado imagem do Super-Homem beijando a Mulher Maravilha
18:13 | Out. 28, 2021
Autor Martonio Carvalho
Foto do autor
Martonio Carvalho Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um dia após ser demitido do Minas Tênis Clube por fazer comentários homofóbicos em posts nas redes sociais, Maurício Souza comentou o episódio que culminou com a rescisão do seu contrato com o clube. Em vídeo publicado em seu perfil no Instagram, na manhã desta quinta-feira, 28, o jogador defendeu os dirigentes da equipe de vôlei e culpou a "turma da lacração" por sua dispensa.

"O Minas não teve culpa nenhuma nisso tudo. A culpa é da turma da lacração fazendo pressão em cima dos patrocinadores. Acarretou de o patrocinador ameaçar tirar o patrocínio do masculino e do feminino. Isso ficou insustentável. O meu diretor, Elói Oliveira, e o meu presidente, Ricardinho Santiago, fizeram o máximo para me segurar na equipe. Infelizmente, o time não aguentaria perder tantos patrocínios assim", disse o central.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Mais cedo, Maurício já havia feito uma postagem com uma imagem do Super-Homem beijando a Mulher Maravilha. "Apesar do tom de provocação da publicação, ela tem pouco contexto canônico, uma vez que a personagem Diana é bissexual — e o jogador, originalmente, criticava a bissexualidade de outro personagem. A informação foi confirmada pelo roteirista da HQ, Greg Rucka, em 2016. Para além disso, o Superman a se assumir é Jonathan Kent, filho de Clark Kent, o super-homem original. O pai é casado com Lois Lane na maioria dos universos compartilhados da DC Comics.

As críticas ao central começaram depois de um post em que o jogador criticou a DC Comics após a editora anunciar que o novo Super-Homem, filho de Clark Kent, será bissexual nas próximas edições das histórias em quadrinhos.

Medalhista de ouro nas Olimpíadas do Rio, em 2016, Maurício também não deve mais ser convocado para a seleção brasileira de vôlei, já que o treinador Renan dal Zotto fechou as portas da seleção para o jogador.

"É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos. Acima de tudo preciso ter um time e não posso ter este tipo de polêmica no grupo. Não me refiro apenas ao elenco dos atletas. É geral, para todos os profissionais", disse o técnico em entrevista ao jornal O Globo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags