PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Atlético de Madrid enfrenta Leipzig e quer superar traumas na Champions

Times brigam por uma vaga nas semifinais da Liga dos Campeões nesta quinta-feira

09:42 | 13/08/2020
Koke e Correa marcaram gols na partida  (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)
Koke e Correa marcaram gols na partida (Foto: Giuseppe Cacace/AFP)

O Atlético de Madrid enfrenta o RB Leipzig pelas quartas de final da Liga dos Campeões, em Lisboa, nesta quinta-feira, buscando dar mais um passo em direção à final do torneio continental e o tão sonhado título.

Com a dolorosa lembrança das decisões de 2014 e 2016, com duas derrotas para o Real Madrid, o Atlético disputa em Lisboa um atípico 'Final 8' e tem como objetivo apagar aquelas tristes lembranças.

Mas, o sonho de conquistar a 'Orelhuda' tem mais uma vez um caminho árduo este ano, antes mesmo da viagem rumo à capital portuguesa.

No domingo, o atacante argentino Ángel Correa e o croata Sime Vrsaljko testaram positivo para coronavírus, fazendo com que as pessoas temessem mais atletas infectados. Mas no final isso não aconteceu e o Atlético pôde viajar.

"Ficamos sem dois homens muito importantes para a equipe. Espero que possamos tê-los conosco se continuarmos na competição", disse o técnico Diego Simeone nesta quarta-feira.

 

 

"Vamos dar a vida para conquistar o título e espero que seja este ano e possamos dar alegria aos torcedores, que merecem mais do que nós", alertou o atacante Diego Costa, um dos 'sobreviventes' da final de 2014 perdida no Estádio da Luz de Lisboa.

O hispano-brasileiro pretende ser a aposta de Simeone para liderar o ataque 'colchonero', apoiado por Marcos Llorente, convertido de meia para atacante.

O time 'rojiblanco', que eliminou o Liverpool, atual campeão europeu, nas oitavas de final antes da interrupção causada pela pandemia, voltou do confinamento em boa forma com sete vitórias e quatro empates nas últimas onze partidas do campeonato espanhol.

O Atlético subiu nesses últimos onze rodadas de sexto para terceiro na liga e cumpriu seu objetivo de se classificar para a Champions League no próximo ano, e agora busca a taça para abrilhantar sua temporada.

Ninguém escondeu o alívio com o sorteio que colocou o Atlético com um dos times teoricamente mais fracos nas quartas de final, que busca surpreender em sua terceira temporada na principal competição de clubes.

 

Apesar disso, os 'rojiblancos' não podem relaxar diante de uma equipe que terminou em primeiro no seu grupo, à frente do Lyon, e eliminou o Tottenham, finalista do ano passado, nas oitavas de final.

"Amanhã vamos fazer um jogo muito importante contra uma equipe que joga muito bem, com um jovem treinador que está realizando um trabalho fantástico, é uma grande equipe", alertou Simeone.

E com jogo único "é preciso entender que não é importante vencer, mas sim que é a única coisa que existe", disse o treinador do time madrilenho.

Especialmente contra o Leipzig, que terminou em terceiro lugar na Bundesliga depois de marcar 81 gols, trinta a mais que o Atlético de Madrid no campeonato, resultado de seu jogo ofensivo.

"Sabemos que depois de dois jogos eles têm muita experiência, mas depois de apenas um jogo tudo pode acontecer", alertou o treinador do Leipzig, Julian Nagelsmann.

O técnico alemão, porém, terá que pensar em como cobrir a sensível ausência do atacante Timo Werner, autor de 34 gols, quatro deles na Liga dos Campeões, que deixou o Leipzig e se transferiu para o Chelsea em junho sem esperar o fim da temporada europeia.

"Sabemos que não temos o Timo, mas temos outros jogadores que também são fortes no ataque", alertou Nagelsmann.

O Leipzig quer seguir fazendo história entrando em sua primeira semifinal da Champions, enquanto o Atlético quer dar mais um passo em direção à tão sonhada taça.

 

Equipes prováveis:

RB Leipzig: Gulasci - Klostermann, Upamecano, Halstenberg - Mukiele, Sabitzer (ou Laimer), Kampl, Angelino - Forsberg (ou Olmo), Nkunku - Poulsen (ou Schick). Técnico: Julian Nagelsmann

Atlético de Madrid: Oblak - Trippier, Savic, Felipe, Renan Lodi - Vitolo, H. Herrera, Koke, M. Llorente - João Felix, Diego Costa. Técnico: Diego Simeone (ARG)

Árbitro: Szymon Marciniak (POL)

 

gr/iga/dr/aam