PUBLICIDADE
NOTÍCIA

O VAR no olho do furação na reta final do Campeonato Espanhol

Decisões da arbitragem em jogos do Real Madrid estão causando revolta em membros da diretoria do Barcelona

17:06 | 06/07/2020
Zinedine Zidane tem declarado em entrevistas que não concorda com os possíveis erros de arbitragem (Foto: JAVIER SORIANO / AFP)
Zinedine Zidane tem declarado em entrevistas que não concorda com os possíveis erros de arbitragem (Foto: JAVIER SORIANO / AFP)

A polêmica em relação ao assistente de vídeo (VAR) cresce na Espanha à medida que se aproximam o fim do campeonato e o título do Real Madrid, após o clube merengue somar sete vitórias em sete jogos desde a retomada do futebol no país.

O VAR teve papel crucial em algumas jogadas importantes nas últimas partidas, como no pisão de Dani García sobre Marcelo, no último domingo, 5, um lance que valeu um pênalti e a vitória para o Real Madrid por 1 a 0 sobre o Athletic Bilbao.

Um lance semelhante na área oposta no mesmo jogo não foi interpretado como pênalti pelo VAR, o que ajudou a alimentar a polêmica sobre o assistente de vídeo, um sentimento que vem crescendo desde que o Real Madrid assumiu a liderança da tabela do Campeonato Espanhol após a retomada da competição em 11 de junho, abrindo quatro pontos de vantagem sobre o arquirrival Barcelona.

"Não vamos ganhar ou perder a LaLiga por causa dos árbitros. Quem não conseguir alcançar os objetivos precisar fazer uma autocrítica. Não podemos dar mérito aos árbitros pelo Real Madrid estar em primeiro", declarou o capitão merengue, o zagueiro Sergio Ramos, após a partida de domingo.

O Real Madrid está no meio da polêmica e é alvo de declarações duras, como do presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, no domingo.

'Pouco equitativo' 

"Não estou gostando porque é a melhor liga do mundo, o VAR não está à altura do que imaginávamos, é pouco equitativo desde que passamos para a era pós-COVID, está repercutindo em alguns resultados, não está sendo bom para muitas equipes e parece sempre favorecer o mesmo time", declarou Bartomeu à emissora 'Moviestar+' após a vitória do Barcelona por 4 a 1 sobre o Villarreal.

"O Real Madrid não vai dar corda nem vai responder às acusações que chegam de Barcelona nas últimas semanas, que ganharam força após a partida de ontem em San Mamés", escreveu nesta segunda-feira o diário esportivo 'As'.

O técnico do Real, Zinedine Zidane, admitiu no domingo estar "cansado" das polêmicas, lamentando que "parece que ganhamos somente por causa dos árbitros, e não é assim".

Os questionamentos sobre o VAR e os supostos diferentes critérios aplicados se tornaram uma constante nas coletivas de imprensa das equipes, a quatro rodadas para o fim do campeonato.

Mas, apesar de críticas como do técnico do Barcelona, Quique Setién, que afirmou entender "cada vez menos" os critérios do VAR, o treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, garantiu nesta segunda-feira que "o VAR é mais justo com todos".

Árbitros serenos 

"É justo com quem é mais favorecido, porque se marcam vários pênaltis a seu favor é porque você fica muito tempo na área adversária. Falam muito do Real Madrid agora, é claro que marcam mais pênaltis a seu favor porque ataca mais".Acredito que o VAR ainda precisa de alguns ajustes, mas expõe absolutamente tudo", completou o argentino

Num Campeonato Espanhol acirrado, no qual o Real Madrid tem quatro pontos de vantagem sobre o Barcelona a quatro rodadas para o fim, tudo indica que cada jogada será analisada nos mínimos detalhes.

"O Comitê Técnico tem tudo muito claro e transmite uma absoluta tranquilidade, apesar de tudo que está sendo dito em relação às decisões dos árbitros nas últimas semanas", afirmou nesta segunda-feira o diário esportivo 'Marca'.