PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Bayern de Munique oficializa contratação do atacante Leroy Sané; veja vídeo

Alemão de 24 anos fez ótimas temporadas pelo Manchester City, onde anotou 39 gols e 45 assistências em 135 jogos

19:28 | 03/07/2020
Leroy Sané chega para ser um dos principais jogadores do Bayern (Foto: Divulgação / Bayern de Munique)
Leroy Sané chega para ser um dos principais jogadores do Bayern (Foto: Divulgação / Bayern de Munique)

O atacante alemão Leroy Sané se transferiu do Manchester City para o Bayern de Munique, com quem assinou um contrato de cinco anos, anunciou o gigante da Baviera nesta sexta-feira.

"O jovem de 24 anos assinou um contrato de cinco anos até 30 de junho de 2025", afirmou o campeão alemão em um comunicado.

O atacante "começará a se preparar para a temporada 2020-2021 em Munique na próxima semana", acrescentou.

O Bayern não especificou o valor pago pela transferência, mas a imprensa alemã fala em 49 milhões de euros (55 milhões de dólares). Sané ainda tinha um ano com o clube inglês. Esse valor pode subir para 60 milhões de euros (US$ 67 milhões), segundo a imprensa britânica, dependendo das bonificações.

Segundo a revista especializada Kicker, o City também obteve uma cláusula de revenda para o jogador, que lhe daria 10% do preço de transferência no caso de uma eventual venda de Sané.

"Ele é um jogador excepcional que demonstrou suas qualidades nos últimos anos, especialmente na seleção alemã. Nosso objetivo é reunir os melhores jogadores alemães no Bayern e a contratação de Leroy ressalta esse objetivo", comemorou o chefe do clube bávaro, o ex-craque Karl-Heinz Rummenigge.

"Conheço Hansi Flick da seleção sub-21, tivemos uma boa relação por lá. Quero ganhar o maior número possível de títulos com o Bayern e a Liga dos Campeões é a prioridade absoluta", afirmou o jogador de 24 anos.

Com essa transferência, que é esperada há algum tempo, o Bayern continua seu processo de rejuvenescimento.

Com Sané, Kingsley Coman e Serge Gnabry no ataque, o clube campeão alemão vira a página na era de Arjen Robben e Franck Ribery, que deixaram a equipe há um ano.