Participamos do

Marinho sofre com lesões em 2021 e deve desfalcar Santos contra o Fortaleza

Atacante do Peixe já ficou fora de 40% dos jogos da atual temporada por contusão e será baixa contra Libertad, pela Sul-Americana, e Leão, pela Série A
09:35 | Ago. 12, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Marinho perdeu 40% dos jogos do Santos nessa temporada. Das 43 partidas do Peixe, o atacante esteve fora em 17. E não ficará à disposição contra o Libertad (PAR) nesta quinta-feira, 12, na Vila Belmiro, pela ida das quartas de final da Sul-Americana e deve ficar de fora do confronto contra o Fortaleza.

Grande destaque do futebol brasileiro no último ano, Marinho começou essa temporada lesionado. Ele sentiu um problema no joelho justamente na final da Libertadores da América contra o Palmeiras, em 30 de janeiro.

O camisa 11 só voltou no dia 6 de abril, pela Pré-Libertadores. E a lesão mais recente foi na coxa esquerda. Dessa vez, em função de um hematoma no local, a decisão foi de privilegiar o tratamento no reto femoral e só retornar quando estiver 100%.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Peixe contava com Marinho no clássico contra o Corinthians do último domingo, na Vila Belmiro, e agora a expectativa é de tê-lo diante do Libertad no dia 19, pela volta das quartas de final da Sul-Americana. O atleta deve ficar fora diante dos paraguaios em casa e do embate no Castelão, contra o Tricolor, no domingo, 15, pelo Campeonato Brasileiro.

"No final dessa semana de treinamentos, Marinho sentiu um novo desconforto. Isso chamou a atenção, porque não deveria (ocorrer), até por ser um procedimento conservador. Era o dia a dia dos treinamentos mesmo, uma transição. Solicitamos uma ressonância para entender, até porque ele deveria estar pronto para o jogo de domingo (contra o Corinthians). E o exame detectou esse edema. Explicando de maneira básica, é um extravasamento de sangue por rompimento de algo, por exemplo uma fibra muscular quando ocorre na lesão. Ele tem uma fibrose, lesão antiga, parte do músculo fica mais rígida, fibrosado, como uma cicatriz em corte de pele. E essa fibrose abriu parcialmente. Não foi por um esforço fora do normal, pode ter acontecido em processo normal de recuperação. Já houve caso assim. Pode ser uma fatalidade, até porque ele não foi exposto acima da normalidade, mas houve esse edema que incomodou o Marinho no dia seguinte. Não é anormal, raro, mas talvez uma fatalidade", disse o executivo de futebol André Mazzuco, ao "De Olho no Peixe".

"Não foi intervenção médica. Foi tudo dentro do que sempre realizamos. Marinho foi solicito, cumpriu protocolo diário, e isso pegou todo mundo de surpresa por ser uma situação desagradável e não esperada, já que contávamos com ele no domingo. Agora ele está em processo de recuperação para voltar o mais rápido possível. É muita informação desencontrada... Queríamos contar com o Marinho e, infelizmente, não foi possível, e agora vamos recuperá-lo", completou o dirigente.

Nos 27 jogos em que esteve em campo desde abril, Marinho fez sete gols. O contrato do atacante de 31 anos termina em dezembro de 2022.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags