Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Vojvoda classifica derrota do Fortaleza diante do Inter como "injusta" e "difícil de digerir"

Técnico argentino destacou em coletiva cedida após a partida que nível do Tricolor do Pici tem subido nas últimas partida e pontou que expulsões foram mais prejudiciais ao Leão que ao Colorado
16:31 | Set. 19, 2021
Autor Iara Costa
Foto do autor
Iara Costa Repórter do caderno de Esportes
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Fora de casa, o Fortaleza foi derrotado na manhã deste domingo, 19, diante do Internacional por 1 a 0 com gol marcado nos acréscimos pelos donos de casa. Em coletiva cedida após a partida, o técnico argentino Juan Pablo Vojvoda classificou o revés como "difícil de digerir" e falou sobre a expulsão de David e a ausência de Ronald no time titular.

O treinador destacou que o Leão tem melhorado de nível, fez uma boa partida, mas que uma desatenção tirou os pontos da equipe. "Uma derrota muito difícil de digerir, muito difícil de explicar. O nível do time está subindo. O nível do time contra o São Paulo foi bom, contra o Atlético-MG foi bom e hoje nós criamos opções de gol. O controle do jogo, por momentos, foi do Fortaleza. Uma desatenção no último minuto de jogo nos deixa com mãos vazias", disse o técnico, que também categorizou o resultado como injusto.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Com o revés decretado ao apito final, Vojvoda acredita que o Tricolor do Pici precisa tirar forças do futebol jogado para se recuperar na competição. Com a derrota, o Fortaleza chegou a seis jogos sem vitória na Série A. 

"Eu acho sim, injusta, mas é o futebol. O Fortaleza tem que tirar forças disso. Há que analisar o nível do time, que foi bom. Era um campo difícil, mas o Fortaleza foi superior ao adversário por momentos criando opções de gols muito claras. Contra o Atlético-MG nós fizemos um bom jogo sem criar opções muito claras. Hoje, as opções de gols criadas pelo time foram para ganhar o jogo, mas o futebol é um esporte em que muitas vezes um time faz tudo para ganhar e não consegue. Nesse momento, eu tenho dor, os jogadores também e a torcida, mas eu confio no meu time", destacou.

Com relação a formação do jogo e os acontecimentos da partida, o argentino salientou que a expulsão de David após desentendimento com Saravia foi mais prejudicial ao Tricolor do Pici e disse que a ausência de Ronald no time titular foi uma escolha. 

"Há que analisar a expulsão do David. Acho que prejudica mais ao Fortaleza que a expulsão de Saravia ao Inter. Fazia muito pouco tempo que David havia entrado estava mostrando sua potencial no ataque. Quanto a escalação de Ronald, eu tenho que escolher quem eu tenho que colocar em campo. Tenho opções e, nessa partida, não acho que influenciou eu colocar um ou outro jogador", pontuou. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags