PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Rogério Ceni explica por que não escala Felipe como lateral-direito

Volante era cogitado para substituir Tinga na lateral-direita diante do Inter, mas Ceni disse que nunca passou pela cabeça escalar Felipe pelo lado

Brenno Rebouças
23:35 | 19/09/2020
Felipe marcou o gol da vitória do Fortaleza sobre o Internacional, por 1 a 0 (Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza)
Felipe marcou o gol da vitória do Fortaleza sobre o Internacional, por 1 a 0 (Foto: Bruno Oliveira/Fortaleza)

Autor do gol solitário da vitória do Fortaleza sobre o internacional, na noite deste sábado, 19, no Castelão, o volante Felipe era um dos cotados para substituir Tinga, que estava lesionado, na lateral-direita, já que Gabriel Dias estava suspenso. O escolhido, porém, foi Marlon. Após a partida, no entanto, Rogério Ceni disse que jamais cogitou escalar o atleta pelo lado.

Autor do gol da vitória do Leão, Felipe menciona cobrança de Ceni para chegar mais à frente

A expectativa por Felipe se dava pelo bom desempenho dele como lateral-direito entre 2016 e 2017. Foi jogando nessa função, inclusive, que ele chamou atenção de outras equipes a nível nacional e internacional pela primeira vez. Em 2018, quando assumiu o Tricolor, entretanto, Ceni deslocou o jogador para o meio e refuta a possibilidade dele voltar para a lateral.

"Felipe não joga comigo na lateral-direita, mesmo que eu tenha que improvisar um lateral-esquerdo na direita. Ele pra mim, desde que eu cheguei aqui, joga na posição que ele jogou hoje, de origem”, garantiu o técnico do Leão.

Fortaleza: Felipe comemora gol da vitória contra o Inter após dois anos sem marcar

Ceni justifica a decisão pela capacidade física do jogador. “Correr 20m ou 30 metros no meio, pra frente e para trás, é uma coisa, mas você dar pique de 50m ou 60 metros para (depois) voltar, é diferente. Então ele não suportaria esse carga física do lado. Ele iria duas ou três vezes e depois começaria a deixar brecha”, explica.

O treinador diz que as características de Felipe favorece ao jogo pelo meio do campo, inclusive para finalizar de fora da área, como diante do Internacional. “Felipe é um jogador de meio campo, articulador, de construção, giro de jogo, que começa jogo, chega à frente, que tem; não pelo gol de hoje, mas na Série B fez quatro gols dessa maneira. Nunca passou pela minha cabeça e nem passará colocar o Felipe na lateral direita", disse.

Não é a primeira vez que o comandante tricolor deixa claro que, para ele, Felipe não é lateral-direito. Na coletiva depois da partida contra o América-RN, pela Copa do Nordeste desta temporada, Ceni havia dito que não gastaria um jogador com a qualidade para jogar no meio que Felipe tem na lateral.