PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Edinho e possível substituto de Michel: Fortaleza trabalha com cautela no mercado da bola

Tricolor mantém aberta a possibilidade de apenas duas transações no momento. Um deles é o atacante Edinho, que não será aproveitado no Atlético-MG em 2020

Lucas Mota
17:11 | 08/06/2020
Edinho tem contrato com Atlético-MG até 2023, mas está fora dos planos do técnico Sampaoli (Foto: DIVULGAÇÃO/ATLÉTICO-MG)
Edinho tem contrato com Atlético-MG até 2023, mas está fora dos planos do técnico Sampaoli (Foto: DIVULGAÇÃO/ATLÉTICO-MG)

O namoro é antigo. E permanece. O Fortaleza Esporte Clube segue no mercado da bola de olho na situação do atacante Edinho, que defendeu a equipe nas últimas duas temporadas e pertence ao Atlético-MG. O Tricolor monitora ainda a possibilidade de contratar mais um volante, dependendo do período de recuperação de Michel, atleta emprestado ao Leão pelo Grêmio que deve passar por cirurgia.

A atuação do Fortaleza no mercado da bola foi explicada pelo diretor de Futebol do clube, Daniel de Paula Pessoa, em entrevista exclusiva para o Futebol do Povo. Por enquanto, a diretoria tricolor trabalha apenas com a possibilidade de duas contratações. Vale ressaltar que o Leão mantém cautela sobre o assunto negociação.

Apesar de abrir o cenário para a vinda de até dois atletas, o Fortaleza não planeja gastar com contratações. Ou seja, não pretende adquirir direitos econômicos de jogadores em negociações. A ideia da diretoria é mirar em transações com modelo de empréstimo ou de jogadores livres no mercado.

A cautela é devido à crise gerada pelo novo coronavírus. O time do Pici sofreu os impactos das perdas de receitas, como bilheteria, patrocínios e programa de sócio-torcedor, que atingiu a projeção orçamentária para a temporada de 2020.

"Estamos no mercado, não paramos. O Edinho é um jogador que a gente paquera há muito tempo [...] Investimento é uma situação complicada. Nossa oportunidade de contratação de jogador é incerta. Vamos trabalhar com a possibilidade de Edinho. Se puder ser no mesmo modelo do ano passado (empréstimo), serial o ideal", explicou Daniel de Paula Pessoa.

Sobre Edinho, a única certeza é de que o jogador não joga nesta temporada no Atlético-MG. Ele está fora dos planos do técnico Sampaoli. Entretanto, o futuro do atleta está indefinido.

"Ainda não temos a informação precisa do Edinho. Não sabemos se o Atlético-MG vai rescindir porque ele tem três anos de contrato, se não me falhe a memória. Vai depender muito da situação dele com o Atlético-MG", comentou.

Mais um volante

A situação de Michel pode abrir a necessidade de contratação de mais um volante para o elenco. O jogador está lesionado desde fevereiro e deve passar por cirurgia para resolver problema de cartilagem no joelho esquerdo. A diretoria do Fortaleza acompanha a situação de perto em contato com os dirigentes do Grêmio, clube detentor do passe do atleta.

Caso seja realizada o procedimento cirúrgico e dependendo do período de recuperação, o Fortaleza vai buscar outro volante com o perfil de Michel, jogador experiente pronto para atuar.

No momento, o Tricolor cearense não tem interesse de atletas com perfil jovem, recém-chegado ao profissional. O Flamengo ofereceu jogadores oriundos da base ao Leão, entre eles o volante Hugo Moura.

"Não podemos deixar de conversar com ninguém. A gente abriu uma parceria interessante com o Flamengo. Mas temos que entender o que a gente quer. O Hugo é um volante. No clube já temos o Luiz Henrique (com esse perfil) que saiu do Flamengo proveniente da base, até pouco tempo estava no sub-20 e tem perfil de projeção. Não sei se na atual situação, nesta posição, seria interessante jogador com perfil que já tem."

O Fortaleza tem no atual elenco dois jogadores que vieram da base do Flamengo, em negociações distintas. O volante Luiz Henrique firmou contrato definitivo com o Leão, mas Rubro-Negro segue com percentual dos direitos econômicos do atleta. Já o atacante Yuri César foi emprestado ao Tricolor.