PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

"A gente está um passo à frente", ressalta Tinga sobre manutenção do elenco do Fortaleza

Segundo o jogador, Tricolor larga na frente pelo entrosamento dos jogadores que permaneceram de 2019

11:58 | 21/01/2020
Embora cauteloso no mercado, Fortaleza manteve base vencedora de 2019
Embora cauteloso no mercado, Fortaleza manteve base vencedora de 2019 (Foto: DEÍSA GARCÊZ/Especial para O POVO)

O lateral-direito Tinga ressaltou a importância da manutenção do elenco do Fortaleza para a temporada de 2020. Apesar de ter anunciado apenas quatro reforços oficialmente e ainda buscar peças no mercado, o Tricolor, segundo o jogador, larga na frente pelo entrosamento dos jogadores que permaneceram de 2019.

+ Alinhado no discurso, elenco do Fortaleza prega foco em Estadual e Nordestão

Todo o sistema defensivo do Leão foi mantido para a atual temporada. No meio-campo, Araruna e Paulo Roberto deixaram a equipe, mas o volante Michel, do Grêmio, foi contratado. As maiores baixas aconteceram no ataque, com as saídas de Edinho, André Luis, Felipe Pires, Matheus Alessandro e Kieza. Apenas Edson Cariús chegou como reforço.

+ Fortaleza promete sortear vaga no avião da delegação que vai para a Argentina se vaquinha bater meta

"A gente está um passo à frente das demais equipes. Foi mantido mais de 80% do time. Todo mundo sabe onde toca a bola, conhece o companheiro. Aconteceu isso na pré-temporada, na primeira semana a gente já estava entrosado", afirmou Tinga.

Para o lateral, o entrosamento entre os jogadores pode ser o trunfo do Fortaleza diante de equipes que estão em formação após contratações de vários atletas. "Acho que vai nos ajudar muito, ainda mais no começo da temporada até que outras equipes que contrataram, de jogadores chegarem e darem conta. Vamos aproveitar o início para ir com tudo para conseguir as vitórias", comentou.

O Fortaleza tem estreia marcada para este sábado, 25, contra o Vitória, em Salvador-BA. O Leão baiano é comandado por Geninho e contratou nove jogadores para 2020. O Rubro-negro busca se recuperar a temporada irregular do ano passado, quando ficou de fora da final do Baianão e patinou na Série B.