PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Pela primeira vez na história, Fortaleza vence o Santos e sela sua presença na Série A em 2020

A vitória por 2 a 1 deixa o Leão na 10ª colocação do Campeonato Brasileiro, com 46 pontos

21:58 | 28/11/2019
Osvaldo foi o autor do segundo gol do Fortaleza em partida diante do Santos no Castelão
Osvaldo foi o autor do segundo gol do Fortaleza em partida diante do Santos no Castelão (Foto: Julio Caesar/O Povo)

A história foi escrita na Arena Castelão. Pela primeira vez na história, após 13 jogos, o Fortaleza venceu o Santos, nesta quarta-feira, 28. O placar de 2 a 1 a favor do Leão foi todo construído na segunda etapa da partida. Edinho, aos quatro, de falta, e Osvaldo aos 20, fizeram os gols do Tricolor. Já o Peixe respondeu com Sánchez, aos 23 da etapa final. O resultado garante o time cearense na 10ª posição do Brasileirão, com 46 pontos. Já o time paulista permanece na 2ª posição, com 68 pontos. A garantia na Série A em 2020 para o Fortaleza veio com a derrota do Cruzeiro para o CSA por 1 a 0, no Mineirão.

O Tricolor abriu nove pontos de vantagem para a Raposa, time que abre o Z4, que não pode mais ultrapassar os cearenses, pois mesmo que empatem em pontos, ficarão atrás no número de vitórias, primeiro critério de desempate.

Na primeira etapa do jogo, as duas equipes foram bastante ofensivas e levaram perigo aos goleiros adversários. Enquanto o Santos trabalhava a bola e buscava infiltração pelas pontas, o Fortaleza apostava em contragolpes rápidos, conduzidos por Romarinho e Edinho. Felipe Alves fez grandes defesas e evitou o gol santista. Por outro lado, o goleiro Éverson e o travessão foi o responsável pelo zero no placar do Leão.

Contudo, as oportunidades mais agudas foram favoráveis à equipe visitante, que chutou três vezes na direção do gol, enquanto o mandante só acertou o alvo uma vez, com Romarinho.

Na etapa derradeira os gols começaram a aparecer. Logo aos quatro minutos, Edinho cobrou falta com precisão no ângulo superior esquerdo de Éverson, que chegou a tocar na bola, mas não evitou que a bola fosse para a rede. O jogo passou a ficar truncado no segundo tempo, com muitas faltas e cartões amarelos, dentro e fora de campo. O auxiliar de Rogério Ceni, o francês Charles Hembert, chegou a ser expulso de campo.

Com o gol sofrido, o time paulista passou a dominar a posse de bola. Mas foi o Tricolor quem marcou novamente. Romarinho fez jogada individual pela direita, cruzou para a área e Luiz Felipe, zagueiro santista, desviou para a entrada da área. Osvaldo entrou na área e finalizou para o gol, aos 20 minutos da segunda etapa.

A resposta santista foi quase imediata. Aos 23, Diego Pituca levantou a bola no centro da área e o uruguaio Carlos Sánchez cabeceou para o fundo do gol, diminuindo a diferença no placar.

O restante da partida foi de pressão do Santos, que ditou o ritmo da partida. Já o Fortaleza respondia com contragolpes perigosos, conduzidos pelos homens de velocidade da equipe.

Aos 39 minutos de jogo, Juninho cometeu pênalti em Evandro. O árbitro, com auxílio do VAR, confirmou a penalidade. Carlos Sánchez cobrou na trave, a bola rebateu no próprio batedor e Felipe Alves segurou a bola. O lance foi decisivo para o resultado final da partida. Ao fim dos 90 minutos, o resultado se manteve inalterado, confirmando assim a vitória do Leão do Pici.

No próximo domingo, 1º de dezembro, o Fortaleza enfrenta o Goiás, no Serra Dourada, às 16 horas. Já o Santos, no mesmo dia, às 19 horas, recebe a Chapecoense na Vila Belmiro. Os jogos são válidos pela 36ª rodada do Brasileirão, a antepenúltima do torneio.