PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Rogério Ceni lamenta pênalti perdido, mas vê empate com o Inter como "grande resultado"

No fim do jogo, Bruno Melo desperdiçou cobrança que teria dado a vitória para o tricolor no Beira-Rio

10:23 | 25/11/2019
Ceni está próximo de garantir a permanência na Série A para o Leão
Ceni está próximo de garantir a permanência na Série A para o Leão (Foto: JÚLIO CAESAR)

O Fortaleza visitou o Internacional, no Beira-Rio, e conseguiu trazer um ponto na bagagem. No entanto, o 2 a 2, pode ser também considerado um resultado frustrante por conta da conjuntura da partida. O Tricolor do Pici ficou na vantagem do placar duas vezes e teve uma cobrança de pênalti desperdiçada por Bruno Melo nos minutos finais.

Na coletiva de imprensa, o técnico Rogério Ceni comentou sobre a frustração de não conseguir os três pontos diante do Colorado. “Empatar com o Inter aqui é um grande resultado. Diante das circunstâncias, você fica triste. Um pênalti no final do jogo", afirmou Ceni.

Em relação a atuação do Fortaleza, o comandante da equipe destacou a quantidade de passes errados no decorrer da partida. “Fortaleza começou muito bem o jogo. Faltou qualidade de passe, erramos 46 passes. Um absurdo. O Inter tem qualidade, é natural que reverta o jogo. O normal seria mandar na maior parte do jogo. Conseguimos equilibrar".

Aos 47 minutos, o árbitro José Mendonça da Silva Júnior (RS) consultou o VAR para marcar uma penalidade máxima a favor do Fortaleza. Na cobrança, Bruno Melo parou nas mãos do goleiro Marcelo Lomba. Ceni também comentou sobre o desperdício: “A grande chance pra gente sair vencedor foi aos 47, 48, com o pênalti. Mas pênaltis não são simples, eu já errei os meus. Hoje, infelizmente, quem errou foi o Bruno. Tivemos nove pênaltis no campeonato: nove convertidos e, infelizmente, hoje foi o dia que nós erramos”.

O Fortaleza volta a campo na quinta-feira, às 20h30, para enfrentar o Santos no Castelão. Com 43 pontos, o Leão pode estar próximo de confirmar sua permanência na Série A para o ano que vem.