PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Rogério Ceni rasga elogios a Romarinho: "melhor jogo que ele fez com a camisa do Fortaleza"

Comandante tricolor destacou a atuação coletiva da equipe, mas não deixou de ressaltar o jogo que fez o atacante

09:29 | 11/11/2019
Antes contestado, Romarinho é hoje um dos atletas mais regulares do elenco do Fortaleza
Antes contestado, Romarinho é hoje um dos atletas mais regulares do elenco do Fortaleza (Foto: Fabio Lima)

O técnico Rogério Ceni não poupou elogios a um de seus comandados na entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 no Clássico-Rei de domingo, 10. Destaque da partida, o atacante Romarinho se destacou com dribles, jogadas individuais e arrancadas. E seu desempenho não passou batido na visão do treinador, que chegou ao seu décimo confronto contra o Ceará.

“Ele se desenvolveu muito desde a época que veio do Globo pra hoje. Falei pra ele ao final da partida que ele deve guardar esse jogo como referência pra carreira dele, porque pra mim, foi o melhor jogo que ele fez com a camisa do Fortaleza. Foi o melhor jogador da partida porque deu bons dribles, cortou, soltou a bola um pouco mais rápido do que ele normalmente solta, desafogou o time”, destacou Ceni.

O técnico tricolor parabenizou toda a equipe pela vitória, mas sem deixar de ressaltar o desempenho do atacante: “Eu não posso deixar ninguém de fora, mas ele (Romarinho) fez uma partida muito acima da média e acho que ele deve levar como referência tudo que ele fez no jogo de hoje. Desse nível pra cima, ele deve crescer e, infelizmente, até sair daqui”.

Nem sempre Romarinho foi uma unanimidade entre a torcida tricolor. Quando foi contratado em agosto do ano passado, o camisa 20 era bastante criticado por suas atuações abaixo da média. Seu rendimento só melhorou após marcar um gol na semifinal da Copa do Nordeste deste ano, contra o Santa Cruz. Para Ceni, porém, o atacante nunca deixou de ter qualidade: “Ele sempre foi o mesmo. A única coisa que ele não tinha feito era um gol, e o torcedor não entendia que precisava ter a paciência necessária com ele”.

Contra o Ceará, Romarinho teve números muito expressivos. Segundo o site de estatísticas SofaScore, o atacante fechou o Clássico-Rei com 94% de passes certos (sendo quatro deles decisivos), criou uma grande chance, venceu 12 de 16 duelos pelo chão, sofreu seis faltas e acertou quatro de seis dribles que tentou. Além disso, criou a jogada do único gol do jogo, quando deu passe de cavadinha para Osvaldo, que serviu Wellington Paulista.

 

Você também pode gostar: