PUBLICIDADE
Fortaleza Esporte Clube
NOTÍCIA

Presidente do Fortaleza detona arbitragem após duelo contra o Flamengo: "estamos sendo roubados jogo após jogo"

Dirigente tricolor disse que a arbitragem vem errando de forma recorrente contra o time e lamentou ainda que o VAR não venha sendo usado da melhor forma.

Bruno Balacó
23:35 | 16/10/2019
Paz foi taxativo em crítica a arbitragem.
Paz foi taxativo em crítica a arbitragem. (Foto: ALEX GOMES / Especial para O POVO)

Indignação. Esse é o sentimento que tomou conta de jogadores, comissão técnica e diretoria do Fortaleza após a derrota de Flamengo por 2 a 1, nesta quarta-feira, na Arena Castelão. Em coletiva de imprensa, o presidente tricolor, Marcelo Paz, fez duras críticas à arbitragem que, segundo ele, foi decisiva para a construção do placar na partida.

"O que posso fazer em relação à arbitragem é falar, é expor. É colocar o nosso sentimento. Fazer reclamação formal eles não olham, não dão retorno, não tem nenhuma devolutiva. As coisas não mudam. Estamos sendo roubados. Roubados jogo após jogo. O árbitro quando quer conduzir uma situação, a favor de um determinado time. A gente percebe, quem tá no futebol, claramente. No Rio, pênalti totalmente duvidoso no (zagueiro) Adalberto. Depois, o lance do (volante) Gabriel (Dias), expulsão, vai lá e dá o vermelho. No jogo contra o Flamengo, o lateral João Lucas era para ter sido expulso. Segundo amarelo no lance com o Osvaldo. Se fosse o árbitro lá do Rio, tinha expulsado. É camisa. É o peso da camisa mesmo. Ali talvez resolvesse o jogo pra gente. Falta clara que não houve expulsão. No 1° gol do Flamengo, não foi escanteio. O chute do Vitinho não pegou em ninguém. Aí teve o pênalti. Lance duvidoso. Se fosse o contrário, talvez não desse. O segundo gol deles com a duas bolas em campo. Foi da torcida do Flamengo", reclamou.

Para completar, o presidente tricolor ainda criticou o VAR que, segundo, vem mais atrapalhando que resolvendo os problemas de arbitragem no Brasileirão. "Isso vai tirando o brilho do futebol. Eu peço desculpas à minha torcida por isso. A arbitragem vive o pior momento dos últimos anos. O VAR vem passando por problemas, não tem resolvido. São situações que tiram o encanto do futebol, lesam o torcedor. Não é por acaso que o futebol brasileiro não vence copa do mundo, Sub-20, nem Sub-17. Não adianta. O que eu vou fazer é pegar o microfone e reclamar. Quatro lances contra o Fortaleza foram determinantes para o Fortaleza não ganhar. Se vou levar pro STJD eu não sei, mas não vou deixar minha torcida ser lesada dentro do Castelão. A gente vai seguir lutando, contra todo esse sistema complicado, para que o Fortaleza permaneça na Série A, temos time para isso. Não tenho esperança de mudança. O árbitro de vídeo é o mesmo Wagner Reway, que roubou a gente no jogo contra o Botafogo, não deu o pênalti no WP que o próprio VAR chamou", comentou o dirigente.

O Fortaleza volta a campo no próximo sábado, as 17h, para enfrentar o Grêmio, na Arena Castelão. A partida é válida pela 27ª rodada do Brasileirão.