Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Fluminense efetiva Marcão como técnico até o fim da temporada

Após demissão de Roger Machado, diretoria do Tricolor promove auxiliar técnico ao posto de comandante para a sequência de 2021
18:28 | Ago. 21, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Tipo Notícia

O Fluminense agiu rapidamente e aposta na solução caseira para o lugar de Roger Machado. Horas após anunciar a demissão do técnico, o clube carioca confirmou o nome do novo comandante. Efetivado, Marcão assume o time até o fim da temporada.

“A diretoria efetivou o nome de Marcão com base nos objetivos alcançados pelo treinador em suas recentes passagens no comando do time. Em 2019, ele ajudou a equipe a escapar do rebaixamento e ainda a chegar à Copa Sul-Americana. Em 2020, assumiu após a saída de Odair Hellmann. Não só manteve o bom nível do trabalho anterior como ainda conseguiu melhorar a performance do time, com aproveitamento de 59,5%”, informou, em nota oficial, o Fluminense.

Curiosamente, Marcão entregou o time para Roger Machado. O técnico não resistiu à eliminação na Libertadores e foi demitido. Além disso, o Tricolor Carioca vem de quatro derrotas consecutivas pelo Brasileirão.

Ídolo do Fluminense, Marcão defendeu o clube na época de jogador e conhece bem o elenco em função do cargo anterior de auxiliar. Além disso, comandou a maioria dos jogadores na temporada de 2020.

Marcão reassume o Tricolor com a missão de colocar o time nos trilhos no Brasileiro e pensando também no mata-mata da Copa do Brasil. O Flu está nas quartas de final e tem pela frente o Atlético-MG.

O técnico já deve estrear nesta segunda-feira. Os cariocas recebem o Galo, às 20 horas (de Brasília), em São Januário, pela 17ª rodada do Brasileirão. Com 17 pontos em 15 jogos (tem uma partida adiada), o Tricolor está na 15ª colocação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Diá lamenta empate do Ferroviário e projeta pontuação para classificação na Série C

Comandante coral
18:07 | Ago. 21, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Em entrevista coletiva após o empate em 0 a 0 com a Tombense-MG, na tarde deste sábado, 21, no estádio Elzir Cabral, pela 13ª rodada da Série C, o técnico do Ferroviário, Francisco Diá, lamentou a nova igualdade dentro de casa, destacou o número de oportunidades de gol desperdiçadas e projeto mais nove pontos no Grupo A para garantir classificação à próxima fase da competição.

O Tubarão fez valer o mando de campo e assumiu as rédeas do confronto, anulando as ações do time mineiro e criando chances de balançar as redes. Esbarrou, porém, na pontaria dos atacantes e em atuação inspirada do goleiro Felipe Garcia, que fez defesas importantes para garantir o placar intacto.

"Esse campeonato é decisão até a última rodada. O Botafogo-PB era líder e perdeu em casa ontem (sexta-feira). Nós deixamos escapar uma oportunidade muito boa de ser o líder do campeonato. A equipe criou. Eu conto, no primeiro tempo, quatro, cinco, seis, sete jogadas de linha de fundo, jogando com um atacante de área. Eu fiz uma trinca, fazendo um losango maior com três volantes, dois meias e dois laterais lá em cima, com uma linha de dois zagueiros, e o time adversário acuado, não conseguiu dar um chute no gol. A gente não conseguiu marcar nas oportunidades que criou. Bola na trave eu conto duas com o Mauri, no começo do primeiro tempo, uma de Reinaldo e uma de (Adilson) Bahia, então foi um massacre. Você bomba, bomba, bomba, bomba e não vai ao orgasmo, não adianta nada. O orgasmo é o gol. Não aconteceu", avaliou o treinador.

Em busca da retomada das vitórias, Diá lançou mão de quatro atacantes no decorrer do segundo tempo e viu a equipe coral levar perigo em finalizações de Adilson Bahia e Reinaldo - dupla que foi acionada na etapa final. Mauri e Emerson Souza também já tinha participado de boas tramas ofensivas. Apesar da pressão até os últimos minutos, o 0 a 0 persistiu.

"Não é pelo número de atacantes que você vai marcar (o gol), é pelo número de oportunidades criadas. Eu ficaria triste se a equipe tivesse feito um mau jogo, se o time não tivesse criado oportunidades. A gente trabalhou muita finalização ao longo da semana, colocamos, nos últimos 15 minutos, quatro atacantes, e a bola não conseguiu entrar. Então é trabalhar, trabalhar, não desistir", ponderou o comandante.

O resultado leva o Ferroviário aos 19 pontos no Grupo A, ainda firme na briga por uma vaga no G-4. Com mais cinco partidas pela frente - três em casa e duas fora -, Francisco Diá acredita que conquistar mais nove pontos e chegar aos 28 será suficiente para se garantir na zona de classificação para a próxima fase da Terceira Divisão e disputar o acesso.

"A gente sai lamentando, porque o resultado não é bom, mas a equipe fez um grande jogo, e eu acredito muito ainda nessa classificação. Nós temos 15 pontos a disputar, e eu acredito que com nove tem total condição de ir em busca dessa classificação", projetou. "Independente de onde quer que seja, com três vitórias a gente sela essa classificação. Isso eu tenho certeza. Só que a equipe parou naquelas quatro vitórias e tem um número sucessivo de empates", pontuou o treinador.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Ferroviário fica no 0 a 0 com Tombense e empata pela 5ª vez seguida na Série C

Tudo igual
16:59 | Ago. 21, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ferroviário criou as melhores oportunidades, mas parou em atuação inspirada do goleiro Felipe Garcia e empatou em 0 a 0 com a Tombense-MG na tarde deste sábado, 21, no estádio Elzir Cabral, pela 13ª rodada da Série C.

O Tubarão chegou ao oitavo jogo consecutivo de invencibilidade no Campeonato Brasileiro, sendo a quinta igualdade em sequência. Anteriormente, o time da Barra do Ceará já havia empatado com Floresta, Botafogo-PB, Altos-PI e Santa Cruz-PE.

Com o resultado, a equipe coral chega a 19 pontos no Grupo A. O próximo compromisso será diante da Jacuipense-BA, sábado, 28, às 15 horas, novamente no Elzir Cabral, pela 15ª rodada da competição nacional.

O jogo

Diante da sequência de quatro empates nos últimos quatro jogos, o Ferroviário adotou postura mais ofensiva e criou as melhores chances de gol na primeira etapa. A Tombense-MG, por sua vez, teve dificuldade para encaixar os contragolpes e contou com atuação inspirada do goleiro Felipe Garcia.

Logo nos primeiros minutos, Lázaro avançou pela direita e cruzou para Edson Cariús, que subiu livre na área e cabeceou à esquerda da meta visitante. A equipe mineira respondeu aos 16, quando Manoel recebeu bola na ponta esquerda, bateu em direção ao gol e Rafael espalmou para escanteio.

Daí em diante, o Tubarão conseguiu assumir as rédeas do truncado duelo no primeiro tempo. Aos 28, após troca de passes na esquerda, Emerson cruzou, Lázaro ajeitou e Dioguinho bateu de primeira por cima do gol. Seis minutos depois, o próprio Dioguinho avançou pela direita, tocou rasteiro e Wesley Dias ajeitou para Mauri, que finalizou rasteiro da entrada da área para defesa de Felipe.

Nos minutos finais, aos 44, Emerson Souza aproveitou sobra após cobrança de escanteio, dominou e bateu colocado de dentro da área para boa defesa do camisa 1 mineiro, que se esticou para evitar o gol.

Na volta do intervalo, a equipe coral manteve o ímpeto ofensivo e teve boas oportunidades de mexer no placar logo nos primeiros minutos, mas voltou a esbarrar em Felipe Garcia e na pontaria. Aos dois minutos, em cobrança de escanteio, Edson Cariús subiu no meio da área e cabeceou com perigo à direita do gol.

Três minutos mais tarde, Dioguinho puxou escanteio da intermediária, carregou a bola e achou Mauri livre na ponta esquerda. O camisa 7 bateu cruzado sem perigo, longe da meta. O atacante apareceu outra vez aos sete minutos, quando recebeu lançamento, ganhou da marcação e encheu o pé esquerdo frente a frente com Felipe, mas viu o goleiro fazer intervenção decisiva.

O confronto, então, ficou mais truncado, com muitos erros de passe e superioridade dos sistemas defensivos. O técnico Francisco Diá lançou mão de alterações mais ousadas e colocou Berguinho, Augusto, Adilson Bahia e Reinaldo. O Ferrão conseguiu criar mais duas chances antes do apito final, mas não balançou as redes.

Aos 38 minutos, em cobrança de falta perigosa da entrada da área, Adilson Bahia bateu a meia altura, Felipe Garcia espalmou e a bola ainda tocou na trave. Com boa presença numérica na área adversária, o Tubarão teve a última chance aos 50, quando Adilson Bahia rolou para Reinaldo, que bateu colocado no canto direito e viu Felipe Garcia espalmar para escanteio e assegurar o 0 a 0 no placar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Arrascaeta desfalca Flamengo contra o Ceará pela Série A; veja relacionados

Baixa rubro-negra
14:32 | Ago. 21, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Flamengo terá mais um desfalque no jogo contra o Ceará, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Castelão, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com fadiga muscular, o uruguaio Arrascaeta fica no Rio de Janeiro e não viaja para Fortaleza.

Ele será o quinto desfalque do time considerado titular do Rubro-Negro. O zagueiro Rodrigo Caio, que passa por reequilíbrio muscular, continua fora. Willian Arão e Bruno Henrique vão cumprir suspensão. Isla também não viaja. O lateral-direito chileno, que sentiu dores na coxa direita e não enfrentou o Olimpia, pela Libertadores, faz trabalho de fortalecimento.

Quem pode voltar ao time é o zagueiro Gustavo Henrique, recuperado da Covid-19. Ele está relacionado e pode formar a dupla de zaga com Léo Pereira.

Sendo assim, o provável time do Flamengo é o seguinte: Diego Alves, Matheuzinho, Léo Pereira, Gustavo Henrique (Bruno Viana) e Filipe Luís; João Gomes, Diego, Everton Ribeiro e Vitinho; Michael e Gabigol.

Com 27 pontos em 14 jogos (tem duas partidas adiadas), o Flamengo está na quinta colocação do Campeonato Brasileiro.

Confira os atletas relacionados do Flamengo:

Goleiros: Diego Alves, Gabriel Batista e Hugo
Laterais:Filipe Luís, Matheuzinho, Ramon e Rodinei
Zagueiros: Bruno Viana, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Nog
Meio-campistas: Diego, Everton Ribeiro, João Gomes e Max
Atacantes: Gabigol, Lázaro, Michael, Pedro, Vitinho e Vitor Gabriel

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Fluminense anuncia demissão do técnico Roger Machado

Fim da linha
14:28 | Ago. 21, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A eliminação na Libertadores custou o emprego do técnico Roger Machado no Fluminense. O clube carioca anunciou, na manhã deste sábado, a demissão do técnico. Roger estava no Tricolor desde fevereiro. O Fluminense prometeu anunciar o novo comando técnico ainda neste sábado, 21.

O técnico não resiste à crise no Fluminense. A queda para o Barcelona de Guayaquil, nas quartas de final da Libertadores, foi a gota d'água. Além disso, o clube carioca amarga uma sequência de quatro derrotas seguidas no Brasileirão.

Ex-jogador do Fluminense, Roger Machado comandou o clube em 42 jogos. Foram 19 vitórias, 12 empates e 11 derrotas. O técnico recebeu elogios no começo do trabalho e levou o clube ao mata-mata da Libertadores. Entretanto, a má fase do time cobrou o preço.

O Fluminense vinha oscilando com Roger. Mesmo assim, avançou para as quartas de final da Copa do Brasil e da Libertadores. A queda no torneio internacional abreviou a trajetória do técnico.

Já sem Roger, o Fluminense volta a campo nesta segunda-feira. O Tricolor Carioca recebe o Atlético-MG, às 20h (de Brasília), em São Januário, pela 17ª rodada do Brasileiro. Com 17 pontos em 15 jogos (tem uma partida adiada), o Flu ocupa a 15ª colocação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Com retrospecto a favor, Fortaleza reencontra Juventude em duelo na Série A

Subindo a Serra
00:30 | Ago. 21, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo

Após três anos em divisões diferentes, o Fortaleza volta a enfrentar o Juventude-RS hoje, a partir das 21 horas, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com retrospecto favorável no confronto e lembrança positiva do palco do jogo, a equipe do Pici almeja novo triunfo para tentar subir na classificação.

O Tricolor já enfrentou a equipe gaúcha 14 vezes, pelas três principais divisões do Campeonato Brasileiro. Foram seis vitórias, seis empates e apenas duas derrotas — a última pela traumática Série B 2009. Nos dois últimos embates, em 2018, os cearenses levaram a melhor com placares elásticos: 3 a 0 em Caxias do Sul e 4 a 1 na Arena Castelão, jogo que marcou a entrega da taça da Segunda Divisão daquele ano.

"São situações diferentes. O maior título da nossa história foi naquele ano, a gente venceu de 3 a 0 aqui (em Caxias do Sul) e foi muito importante naquela caminhada, algo realmente marcante. Nós sabemos que agora temos uma situação diferente, muito boa, até superando a expectativa de muitas pessoas. Estamos naquela fase de passar de ser a sensação do campeonato para ser uma certeza e esse o nosso objetivo, mostrar que nós não somos cavalo paraguaio", avalia o goleiro Marcelo Boeck, presente nos duelos de 2018 e outra vez titular na noite de hoje.

Em busca de mais um resultado positivo como visitante no Brasileirão, o Leão também estará de olho no desempenho de outro Alviverde na rodada: o Palmeiras-SP. A equipe paulista está apenas um ponto à frente e pode ser ultrapassada pelo time de Juan Pablo Vojvoda em caso de tropeço contra o Cuiabá-MT, amanhã. Independentemente do placar no Sul, o Fortaleza já está garantido no G-4 por ao menos mais uma semana.

Em caso de empate, o Tricolor igualará a melhor campanha de um time nordestino no primeiro turno da Série A por pontos corridos: em 2008, o Vitória-BA fez 32 pontos nas 19 primeiras rodadas da competição. Se vencer o Jaconero, o escrete do Pici conseguirá superar o feito.

"Vencendo o jogo em Caxias, que é extremamente difícil, um adversário extremamente duro nos seus domínios... Se a gente alcançar essa vitória, a gente sabe a pontuação que faz e o alimento do sonho que estamos colocando. Isso também é uma motivação a mais para nós", admitiu Boeck.

O ala-direito Yago Pikachu cumpre suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e será baixa para o embate. A vaga deve ser ocupada pelo meia-atacante Edinho, que reestreou no empate com o Santos-SP. O volante Felipe retorna após cumprir punição e deve reaparecer entre os titulares, a exemplo do atacante David.

Comandado por Marquinhos Santos, ex-Fortaleza, o Juventude-RS tem mais desfalques: o zagueiro Rafael Forster, suspenso, e o meia Wescley, emprestado pelo Ceará, que sofreu lesão no tornozelo. O defensor dará vez a Didi, enquanto o armador será substituído pelo experiente Wagner, que anotou os dois gols na vitória de virada sobre o RB Bragantino-SP.

Juventude-RS x Fortaleza

Juventude-RS
4-4-2: Marcelo Carné; Michel Macedo, Didi, Vitor Mendes e William Matheus; Dawhan, Matheus Jesus, Wagner e Guilherme Castilho (Capixaba); Paulinho Boia e Ricardo Bueno. Técnico: Marquinhos Santos

Fortaleza
3-5-2: Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi; Edinho, Felipe, Éderson, Matheus Vargas e Lucas Crispim; David e Robson. Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul/RS
Data: 21/8/2021
Horário: 21 horas (horário de Fortaleza)
Árbitro: Raphael Claus/SP
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis/SP e Fabrini Bevilaqua Costa/SP
VAR: Marcio Henrique de Gois/SP
Transmissão: TNT, Premiere, Rádio O POVO CBN e Tempo Real O POVO

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags