Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Fluminense anuncia demissão do técnico Roger Machado

Após 42 jogos sob comando de Roger, Tricolor das Laranjeiras comunica mudança no comando depois da eliminação nas quartas de final da Copa Libertadores
14:28 | Ago. 21, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Tipo Notícia

A eliminação na Libertadores custou o emprego do técnico Roger Machado no Fluminense. O clube carioca anunciou, na manhã deste sábado, a demissão do técnico. Roger estava no Tricolor desde fevereiro. O Fluminense prometeu anunciar o novo comando técnico ainda neste sábado, 21.

O técnico não resiste à crise no Fluminense. A queda para o Barcelona de Guayaquil, nas quartas de final da Libertadores, foi a gota d'água. Além disso, o clube carioca amarga uma sequência de quatro derrotas seguidas no Brasileirão.

Ex-jogador do Fluminense, Roger Machado comandou o clube em 42 jogos. Foram 19 vitórias, 12 empates e 11 derrotas. O técnico recebeu elogios no começo do trabalho e levou o clube ao mata-mata da Libertadores. Entretanto, a má fase do time cobrou o preço.

O Fluminense vinha oscilando com Roger. Mesmo assim, avançou para as quartas de final da Copa do Brasil e da Libertadores. A queda no torneio internacional abreviou a trajetória do técnico.

Já sem Roger, o Fluminense volta a campo nesta segunda-feira. O Tricolor Carioca recebe o Atlético-MG, às 20h (de Brasília), em São Januário, pela 17ª rodada do Brasileiro. Com 17 pontos em 15 jogos (tem uma partida adiada), o Flu ocupa a 15ª colocação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Barcelona de Guayaquil impede final 100% brasileira na Libertadores

Quartas de final
00:30 | Ago. 20, 2021
Autor Redação O POVO
Foto do autor
Redação O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Após três times brasileiros avançarem às semifinais da Copa Libertadores, cabia ao Fluminense-RJ a missão de confirmar mais um campeão nacional no principal torneio continental. Mas não deu para o Tricolor das Laranjeiras, que ficou no 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil, no Equador, e está eliminado.

Com isso, a expectativa de um Fla-Flu em semifinal de Libertadores fica frustrada e o Flamengo vai encarar o time equatoriano por vaga na decisão, contra o vencedor do duelo entre Atlético-MG e Palmeiras-SP.

Caso o Barcelona não seja o campeão, será o terceiro título consecutivo de um time brasileiro. O Palmeiras venceu o Santos-SP na edição passada, enquanto o Flamengo derrotou o River Plate, da Argentina, na anterior. Os argentinos foram campeões em 2018.

Ontem, em Guayaquil, o Fluminense entrou em campo pressionado pelo resultado no jogo da ida, no Maracanã. O 2 a 2 dava a vantagem do 0 a 0 para os equatorianos pelo critério do gol qualificado como desempate. Assim, o Tricolor partiu para cima e pressionou o rival.

O primeiro baque foi a contusão de Paulo Henrique Ganso, que tentou marcar um gol de bicicleta e acabou contundindo o pulso. O segundo foi quando Mastriani mexeu no placar. O camisa 9 recebeu belo lançamento milimétrico de Hoyos e chutou na saída de Marcos Felipe.

A partir daí, o Flu precisava virar a partida. O técnico Roger Machado pôs Abel Hernández e Nenê em campo, partindo para o tudo ou nada. O empate, porém, só veio no minuto final dos acréscimos, quando Fred converteu pênalti.

Com previsão para a semana do dia 22 de setembro, o Flamengo recebe o Barcelona, provavelmente em Brasília (DF) ou no Rio de Janeiro (RJ), a depender da autorização de público no Maracanã. A volta será em Guayaquil, uma semana depois. No outro confronto, o mando da ida será do Palmeiras e o da volta do Atlético-MG.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Fortaleza valoriza planejamento e usa contratos longos para atrair jogadores no mercado

Elenco tricolor
00:30 | Ago. 20, 2021
Autor Afonso Ribeiro
Foto do autor
Afonso Ribeiro Autor
Ver perfil do autor
Tipo

Pela terceira temporada consecutiva na elite do futebol brasileiro, o Fortaleza adotou postura mais arrojada na formação do elenco e passou a valorizar mais uma visão de longo prazo no departamento de futebol. Em negociações de aquisição e renovação de jogadores, o clube do Pici usa contratos de maior duração como atrativo, enquanto tenta minimizar a presença de atletas emprestados, à exceção de oportunidades de mercado.

O grupo comandado por Juan Pablo Vojvoda conta com 29 peças: três goleiros, quatro laterais, três zagueiros, seis volantes, quatro meias e nove atacantes. Destes, 16 têm vínculo ao menos até o fim de 2022. Dos 13 jogadores com contrato se encerrando ao final da atual temporada, cinco são emprestados, dos quais três interessam ao clube para uma negociação em definitivo — o volante Matheus Jussa tem situação mais encaminhada.

O camisa 16, que pertence ao Oeste-SP, tem opção de compra fixada em R$ 1 milhão e deve ser adquirido — o Leão já pagou R$ 150 mil pelo empréstimo e precisaria desembolsar mais R$ 850 mil. Os outros dois na mira são o também volante Éderson, do Corinthians-SP, e o zagueiro Marcelo Benevenuto, do Botafogo-RJ, que envolvem cifras maiores e operações mais complexas. A lista de emprestados é completada por Daniel Guedes, que é do Santos-SP, e Gustavo Blanco, do Atlético-MG, que não estão nos planos para 2022.

À exceção do quinteto, todos os outros reforços para a atual temporada já firmaram contratos, no mínimo, até o final do próximo ano, casos do zagueiro Titi, dos meias Yago Pikachu e Lucas Crispim e do atacante Ángelo Henríquez. Robson fechou acordo até 2023, enquanto Edinho e Depietri estão vinculados ao clube até o fim de 2024.

O período maior dos acertos têm peso importante nas negociações. O atacante Robson, por exemplo, recebeu proposta de clubes como Bahia, Sport-PE, Cuiabá-MT e Botafogo-RJ, mas optou pelo Tricolor. O jovem argentino Depietri tinha sondagens de equipes dos Estados Unidos e fechou com o Fortaleza. Titi e Pikachu também tiveram eram avaliados por rivais antes de concretizarem a mudança para o Pici.

A estratégia também serve para resguardar o clube no mercado da bola em caso de ofertas. Os vínculos de maior duração dão segurança os atletas e permitem valores mais altos de multa rescisórias, o que gera retorno financeiro ao Fortaleza nas vendas.

Além das contratações, as renovações seguem a mesma lógica. Nos últimos meses, o volante Ronald e o atacante Igor Torres tiveram os direitos econômicos comprados e selaram acordo até 2024. O experiente Wellington Paulista estendeu vínculo até o final da próxima temporada, enquanto Felipe Alves, Tinga e Felipe têm contrato com duração até 2023.

Nas próximas negociações com atletas do atual elenco, o planejamento será mantido. Nomes como Marcelo Boeck, Bruno Melo e Matheus Vargas devem discutir a extensão dos acordos em vigência por períodos maiores, de ao menos dois anos.

Jogadores com contratos longos

  • Felipe Alves - até 12/2023
  • Max Walef - até 12/2022
  • Tinga - até 12/2023
  • Titi - até 12/2022
  • Felipe - até 12/2023
  • Ronald - até 12/2024
  • Lucas Crispim - até 12/2022
  • Yago Pikachu - até 12/2022
  • David - até 12/2022
  • Edinho - até 12/2024
  • Robson - até 12/2023
  • Wellington Paulista - até 12/2022
  • Romarinho - até 7/2022
  • Ángelo Henríquez - até 12/2022
  • Depietri - até 12/2024
  • Igor Torres - até 12/2024

Jogadores emprestados até o fim do ano

  • Marcelo Benevenuto (Botafogo-RJ)
  • Daniel Guedes (Santos-SP)
  • Matheus Jussa (Oeste-SP)
  • Éderson (Corinthians-SP)
  • Gustavo Blanco (Atlético-MG)

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Fluminense empata em 1 a 1 com Barcelona e dá adeus à Libertadores

Esportes
23:55 | Ago. 19, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Fluminense deu adeus à Copa Libertadores após empatar em 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil (Equador), na noite desta quinta-feira (19) no estádio Monumental de Barcelona. Agora os equatorianos enfrentam o Flamengo na próxima fase da competição.

Apresentado pelo Atlético-MG, Diego Costa projeta estreia e mira títulos

Cara nova
15:17 | Ago. 19, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Atlético Mineiro apresentou, nesta quinta-feira, o atacante Diego Costa. O brasileiro naturalizado espanhol, última contratação do clube, falou sobre a expectativa antes de estrear e deixou suas impressões acerca do novo clube.

Diego comentou o “pé quente” na vitória contra o River, que acompanhou do Mineirão: “Senti toda a atmosfera da torcida. O time está com uma dinâmica muito bonita, com um jogo lindo. Espero agregar e, o quanto antes, estar ali dentro de campo, para fazer a alegria da Massa.”

Ele se disse ansioso para a estreia: “É tudo muito novo para mim. Nunca tive a oportunidade de jogar no Brasil. Tem aquela mistura de sentimentos: felicidade, ansiedade, para poder estrear, ver como vai ser tudo.”

“Fisicamente não estou mal. Os preparadores vão ver a melhor maneira para poder estrear. Contato com bola é a questão que mais me falta. São detalhes, ajustes, para estrear o quanto antes”, completou.

Diego Costa entende que o planejamento do Atlético foi fundamental para que integrasse o elenco: “Eu acho que o primeiro passo é você ver um time qualificado. O projeto é bonito, ambicioso, todo mundo me apresentou. Você entrar em um time bom, com jogadores top, a adaptação é muito mais fácil.”

“Tinha outras possibilidades, mas acho esse projeto muito mais ambicioso: disputar títulos, jogar contra os melhores”, acrescentou.

Muitas vezes polêmico dentro de campo, o atacante citou a sua personalidade: “É algo bom, que sempre me deixa motivado. Não vou pisar no freio: vou chegar para ganhar. Sou muito simples, fácil de lidar, mas, dentro de campo, não me peça para alisar, porque não vou alisar.”

Por fim, o centroavante falou sobre uma possível dupla com Hulk: “O professor Cuca vai ver o melhor momento para utilizar os dois. Jogar com o Hulk será bem fácil, é a grande referência do Galo.”

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Libertadores: Fluminense encara Barcelona de Guayaquil

Esportes
13:24 | Ago. 19, 2021
Autor Agência Brasil
Foto do autor
Agência Brasil Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Chegou a hora da verdade para o Fluminense. Nesta quinta-feira (19), às 21h30, no Equador, o Tricolor Carioca encara o Barcelona de Guayaquil. Nesta temporada, por enquanto, o jogo mais importante para os brasileiros, que empataram em 2 a 2 o primeiro duelo no Maracanã. Para se classificar, o Flu precisa de vitória simples ou qualquer empate em 3 a 3 ou mais gols.  Novo empate de 2 a 2, leva a decisão para os pênaltis, mas o zero a zero e o 1 a 1 dão a vaga para o Barcelona.

O Flu não vence há cinco partidas e novo revés pode custar o cargo do técnico Roger Machado

“Tivemos um mês muito decisivo, com o volume grande de jogos. Precisamos entrar com a confiança no alto,” disse o treinador.

O provável Flu desta noite engtrará em campo com  Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Egídio; André, Martinelli, Yago e Nenê; Luiz Henrique e Fred.

Quem avançar às semifinais da Libertadores vai enfrentar o Flamengo.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags