PUBLICIDADE
Cearenses
NOTÍCIA

Bruno Melo e Bruno Pacheco passam bem após choque de cabeças

Os dois laterais sofreram um choque no primeiro tempo, no momento do gol do Fortaleza

Domitila Andrade
22:43 | 30/09/2020
Bruno Melo e Bruno Pacheco são atendidos em campo após choque de cabeças (Foto: Aurélio Alves / O POVO)
Bruno Melo e Bruno Pacheco são atendidos em campo após choque de cabeças (Foto: Aurélio Alves / O POVO)

Uma cena chocante atrapalhou a comemoração do primeiro gol do Clássico-Rei que decide o Campeonato Cearense 2020. Aos 35 minutos da etapa inicial, Juninho cobrou escanteio da esquerda para direita. Na pequena área, o lateral-esquerdo Bruno Melo cabeceou a bola para o gol do Fortaleza. Em lance rápido, o cabeceio do lateral tricolor se chocou com a cabeça do lateral-esquerdo do Ceará, Bruno Pacheco.

De pronto, os dois caíram ao chão, já com as mãos na cabeça e ambos sangrando. Os jogadores ao redor do lance nem mesmo comemoraram o gol. O jogo foi paralisado para o atendimento dos dois atletas.

Leia mais | TEMPO REAL: Acompanhe todos os lances de Ceará e Fortaleza pelo primeiro duelo da final do Cearense

Aparentemente sangrando mais, Bruno Melo, autor do gol, teve de ser socorrido de ambulância. De acordo com a assessoria de imprensa do Leão, no intervalo, Bruno Melo estava "bem, consciente, indo para hospital para cumprir protocolo estabelecido para casos de pancada na cabeça". O atleta foi levado ao Hospital da Unimed, no bairro São João do Tauape. Melo foi substituído por Carlinhos. Ao fim da partida, novamente por meio de assessoria, foi informado que o o lateral tricolor "realizou todos os exames, conforme protocolo, com resultados, sem nenhum problema".

"O lance assusta, porque a gente vê o impacto e o sangue. Mas seguindo toda a segurança, ele imediatamente saiu do jogo, apesar e não ter perdido a consciência em nenhum. A gente achou mais seguro retirá-lo da partida, ele foi removido para o hospital. E no hospital a gente realizou todos os exames, avaliação clínica, fiz a sutura no trauma na região temporal, fez um tomografia de crânio cervical para descartar qualquer lesão. E graças a Deus tudo bem. O atleta inclusive voltou para encontrar com o grupo no estádio, sob nossa companhia e liberação da equipe médica de plantão", detalhou o médico Cláudio Maurício, diretor do Departamento Médico do Fortaleza.

Bruno Pacheco teve a cabeça enfaixada e saiu caminhando de campo, em direção ao vestiário. De acordo com a assessoria do clube, "ele não teve perda de consciência, está bem, mas, por protocolo médico, ele deve sair da partida". Ele foi substituído por Alyson. Já no segundo tempo, Bruno Pacheco estava na arquibancada do setor premium, com a cabeça com quatro pontos, do lado esquerdo da região temporal da cabeça.

Leia mais | Fortaleza vence Ceará em primeiro jogo da final do Campeonato Cearense

Após o gol do Fortaleza, o Ceará conseguiu o empate, com Sobis. O primeiro tempo da partida terminou, portanto, empatado em 1 a 1. No segundo tempo, o Fortaleza marcou, aos 46, com gol de Tinga.