PUBLICIDADE
Cearenses
Noticia

Presidente do Atlético-CE destaca importância de protocolo único para retorno do futebol

Não adianta clubes terem medidas diferentes para volta das atividades, diz Maria Vieira. Ela ainda ressaltou as disparidades financeiras entre os times como empecilho

18:59 | 26/04/2020
Presidente do Atlético-CE, Maria Vieira relata preocupação com o clube em meio à pandemia do coronavírus
Presidente do Atlético-CE, Maria Vieira relata preocupação com o clube em meio à pandemia do coronavírus (Foto: AURELIO ALVES)

A presidente do Atlético Cearense, Maria Vieira, defendeu a existência de um protocolo único entre os clubes para retorno das atividades em meio à pandemia de Covid-19. Para ela, não adiantaria a Águia da Precabura criar o protocolo dele se outro clube criar um protocolo diferente, afirmou em entrevista a Esportes O POVO.

"De repente, o outro clube tem um protocolo melhor preparado para lidar com essa situação. O Atlético-CE poderia acabar colocando em risco aqueles que estavam se protegendo", disse. "Não é só você pedir para todo mundo ser testado pra coronavírus, é você também levar um cotidiano com cuidados. Porque o que adianta testar negativo se, no outro dia, você vai ter uma nova rotina?". Ela defende que as secretarias de saúde e esporte foquem no desenvolvimento de protocolos que contemplem os clubes.

A presidente ressaltou, porém, que as realidades financeiras distintas dos clubes tornam diferentes as possibilidades de cada um. Maria Vieira ainda lembrou que os atletas, pela alta carga de treinamentos, acaba ficando com o sistema imunológico mais vulnerável. Por fim, destacou os vários profissionais, para além dos atletas, envolvidos no dia a dia do futebol.

"Não é só o dia de jogo, nós temos uma rotina de treinos e temos um coletivo, nós temos o vestiários, os refeitórios são coletivos... Nós temos toda uma dinâmica coletiva dentro do futebol".

(Vinícius França / Especial para O POVO e Lucas Barbosa)