PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará mira até três contratações pontuais no mercado da bola para a Série A

Presidente do Ceará, Robinson de Castro falou sobre a atuação do Vovô no mercado da bola em busca de reforços

Lucas Mota
18:28 | 09/07/2021
Atacante Erick é especulado no Ceará e já teria acordo verbal com o clube alvinegro (Foto: Tiago Caldas / CNC)
Atacante Erick é especulado no Ceará e já teria acordo verbal com o clube alvinegro (Foto: Tiago Caldas / CNC)

O presidente do Ceará, Robinson de Castro, explicou a atuação do clube no mercado da bola e afirmou que deve reforçar o time com até três reforços para a sequência da temporada. O dirigente preferiu não revelar nomes, nem posições para não atrapalhar as negociações e pediu paciência.

"Vamos buscar contratações pontuais. Gosto desse trabalho silencioso. Contratar é algo estratégico. Não se pode ficar falando que vai contratar para posição A, B, C. Começa uma onda de especulação. Acaba atrapalhando a negociação e traz concorrência. Vamos buscar dois ou três contratações pontuais. Temos conversado com clubes que detêm os direitos econômicos desses jogadores. Existem jogadores no Brasil e de fora, e a gente vai buscar soluções", comentou Robinson em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, 9.

Uma das especulações sobre o mercado do Ceará é o atacante Erick, cria do Náutico e atualmente no Braga, de Portugal. De acordo com Gerson Barbosa, repórter da rádio O POVO/CBN, o jogador de 23 anos e o Alvinegro já possuem acordo verbal. Entretanto, é preciso haver o acerto com o clube português, dono dos direitos federativos, para ocorrer a liberação do atleta.

"Temos que fazer de forma convicta para não contratar e essa contratação não somar. É importante que ela venha somar e suprir lacunas eventuais. Isso está sendo feito. Vamos preservar nomes e detalhes para resguardar o processo de contratação", afirmou o presidente do Vovô.

Entre outros assuntos debatidos na coletiva, Robinson revelou os valores envolvendo nas vendas do atacante Saulo Mineiro e o volante Charles para o exterior. O clube receberá quase R$ 10 milhões nas transações.