PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

"Espero que amanhã possamos levantar a taça novamente", diz Richard, goleiro do Ceará, sobre final do Nordestão

Caso o defensor da meta alvinegra não seja vazado, o Vovô será campeão, pois conseguiu triunfo por 1 a 0 na ida contra o Bahia

Gabriel Lopes
17:06 | 07/05/2021
Richard, goleiro do Ceará, falou na véspera da final da Copa do Nordeste 2021, diante do Bahia (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)
Richard, goleiro do Ceará, falou na véspera da final da Copa do Nordeste 2021, diante do Bahia (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

A missão do Ceará na partida de volta da decisão da Copa do Nordeste tem alguns objetivos claros. Neste sábado, 8, às 16 horas, na Arena Castelão, qualquer empate ou triunfo para o Vovô garante o título da competição regional diante do Bahia, já que no confronto de ida os cearenses venceram por 1 a 0. Dessa forma, se o Alvinegro de Porangabuçu não sofrer gols nesse jogo, será campeão. Essa meta passa diretamente pelo goleiro Richard, que concedeu entrevista coletiva na véspera do embate e falou sobre sobre esta responsabilidade.

+ "Não podemos nos apegar ao que passou", diz Guto Ferreira na véspera da decisão do Ceará no Nordestão

“Esse é o meu papel. Estou ali para ajudar meus companheiros. Fico feliz, principalmente, quando não levo gol. Mas é um trabalho de toda a equipe, que começa lá na frente. E amanhã não será diferente, estamos preparados”, disse.

O arqueiro alvinegro é titular da equipe desde a metade da campanha do Ceará no Brasileirão 2020, quando ele assumiu a vaga de Fernando Prass. Porém, nas finais da Copa do Nordeste da última temporada, que o Vovô superou o Bahia e foi campeão, Richard era apenas o terceiro goleiro e assistiu das arquibancadas a conquista de seus companheiros. Ele comentou este episódio e se demonstrou emocionado por poder estar atuando sempre na atual campanha.

“Foi muita inspiração. Quando cheguei no Ceará tive uma lesão muito séria, tive muita dificuldade para voltar. Quando entrei no estádio no primeiro jogo da final, olhei para cima e lembrei que eu estava na arquibancada na final do ano passado. Isso foi algo muito emocionante para mim. Passei coisas que só eu e minha família sabemos. A oportunidade surgiu e eu estava preparado. Espero que amanhã possamos levantar a taça novamente”, ressaltou.

Do lado baiano, o meia-atacante Rodriguinho será um dos responsáveis por tentar passar pelo sistema defensivo do Vovô, o melhor do atual Nordestão, pois sofreu apenas três gols. Ele, que também falou na coletiva, explanou como o Esquadrão vai tentar superar a desvantagem no placar.

“Por conhecer tão bem o Ceará, teremos um jogo bem difícil. Uma defesa muito bem postada, que toma poucos gols. O segredo nosso estará aí, poder aproveitar as oportunidades da melhor forma possível, sabendo que será um jogo truncado. Tentar colocar logo a primeira para dentro, para voltar para o jogo. E não errar lá atrás”, explicou.