PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Guto Ferreira faz mudanças no Ceará para achar soluções no elenco

Treinador do Vovô, nos últimos jogos, barrou alguns atletas titulares e mudou jogadores de posição, buscando formação ideal para superar a sequência sem vitórias

Gabriel Lopes
19:01 | 28/11/2020
Guto Ferreira terá mais tempo para treinos em dezembro
 (Foto: JÚLIO CAESAR)
Guto Ferreira terá mais tempo para treinos em dezembro (Foto: JÚLIO CAESAR)

A fase recente do Ceará pode ser melhor. São seis jogos sem vitórias, somando partidas de Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Contudo, o nível elevado dos oponentes — todos da parte de cima da tabela, com exceção do Sport-PE — é boa justificativa para o baixo desempenho em pontuação, como o treinador Guto Ferreira já pontuou em entrevistas coletivas. Nas últimas partidas, "Gordiola" vem testando alterações na equipe titular, com substituições de atletas anteriormente considerados titulares absolutos e com modificação de posicionamento de outros jogadores.

No último embate do Vovô, diante do São Paulo, o técnico colocou o goleiro Fernando Prass e o volante Charles no banco. No lugar deles, entraram Richard e Fernando Sobral, que foi deslocado da ponta para o centro do campo. Guto explicou a modificação na entrevista coletiva após a partida.

“Nós mantivemos solidez por dentro e acrescentamos qualidade na saída de bola, mantendo pelos lados do campo um jogo de qualidade, de velocidade. O Sobral consegue esse perfil de jogo. É isso que buscamos e temos conseguido”, ressaltou.

As modificações mais radicais acontecem muito por conta do calendário da temporada, que não dá tempo para o treinador fazer testes durante a semana em treinamentos. Assim, os jogos acabam sendo o “laboratório” do técnico. O Vovô, até o momento, só teve uma semana completa para descanso e trabalho. Com a eliminação na Copa do Brasil, porém, mais datas estarão disponíveis entre os jogos.

Guto também vem encontrando dificuldade na definição dos titulares em certas posições. No comando do ataque, nem Felipe Vizeu nem Cléber mostraram números consistentes para serem intocáveis — e o primeiro se contundiu após marcar o primeiro gol dele pelo clube. Pelas pontas, Lima e Leandro Carvalho tampouco demonstram confiança e regularidade. Léo Chu vem sendo o nome com maior destaque na posição, atuando pela esquerda, mas a inexperiência ainda traz decisões equivocadas em momentos chave.

No sistema defensivo, mais especificamente na zaga, as lesões vêm atrapalhando a sequência das duplas, que, na atual temporada, cometeram erros individuais críticos, fazendo com que o Ceará seja o terceiro time mais vazado do Brasileirão.

Dessa forma, poucas são as unanimidades no elenco titular do Ceará. Somente os laterais, Bruno Pacheco e Samuel Xavier, além do meia-atacante Vina, líder em gols e assistências do Ceará em 2020, podem ser considerados incontestáveis atualmente. Pela versatilidade, Fernando Sobral também tem espaço garantido.

Com um calendário mais espaçado, é provável que Guto Ferreira consiga encontrar um time titular e utilizá-lo com maior constância, algo necessário para a sequência do Ceará no Brasileirão. Afinal, o objetivo é encontrar mais estabilidade nas atuações para evitar desnível em partidas.