PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Veja números que traduzem o bom momento defensivo do Ceará no Brasileirão

Vovô montado por Guto Ferreira tem se destacado em quesitos defensivos

Domitila Andrade
21:09 | 14/09/2020
Tiago Pagnussat é destaque em quesitos defensivos como cortes e duelos aéreos ganhos (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)
Tiago Pagnussat é destaque em quesitos defensivos como cortes e duelos aéreos ganhos (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

Tem se tornado comum diante de times que têm por vocação a posse de bola e a agressividade no ataque: o Ceará de Guto Ferreira monta um verdadeiro nó tático que anula quase que por completo o setor ofensivo adversário. Foi assim, mais recentemente, na vitória de 2 a 0 contra o Flamengo; e antes disso contra o Fortaleza. Nas duas oportunidades, venceu e não teve as redes balançadas.

O poderio defensivo foi tanto que neutralizou o, já sabido, bom ataque do Flamengo. Enquanto a média de finalizações no gol do Rubro-Negro chega a 4,8 por partida - contra o Bahia, foram 9 - contra o Alvinegro esse número caiu a menos da metade: o Fla só conseguiu chutar no gol defendido por Fernando Prass duas vezes. Em outras duas vitórias, na Série A 2020, contra o Bahia e contra o Atlético-GO, os marcadores dos adversários também permaneceram inalterados.

Leia mais | Prass adverte que euforia por vitória sobre o Flamengo não pode "turvar a visão" do Ceará

Os bons resultados coletivos têm relação direta com alguns destaques defensivos individuais. Titular em seis dos dez jogos da Série A, Tiago Pagnussat lidera alguns quesitos da zaga alvinegra. O zagueiro detém a melhor média (6) de cortes por partida. No mesmo quesito, Luiz Otávio, com média de 5,3, é o terceiro, atrás de Tiago e de Sabino, do Coritiba, com 5,5.

Pagnussat, do alto de seu 1,91m, é o melhor na média de duelos aéreos ganhos: são 4,7 por jogo. O percentual do atleta no quesito também alto: 84,8% - ou seja, a cada 10 disputas aéreas, ele não chega a perder duas.

Outro destaque é o volante, que, no esquema de Guto, joga aberto pela direita, Fernando Sobral. Ele é o segundo em desarmes no total - já foram 29 desarmes. Enquanto Charles, em quinto, já desarmou o adversário 24 vezes.

Na média o jogador ocupa a quarta posição, com média de quase 3 (2,9) desarmes a cada jogo - atrás de Juan Pintado (3,6 - Goiás), Calegari (3,2 Fluminense) e Aderlan Silva (RB Bragantino). A média de Charles, 2,4, o coloca na 13ª posição. Sobral também figura no ranking de duelos ganhos no chão: o volante tem média de 6,4 e está no décimo lugar.

Todos os dados são do site de estatísticas esportivas SofaScore e são captados entre os jogadores que atuaram em pelo menos cinco partidas - metade das disputadas até então.